Pesquisar este blog

Páginas

quinta-feira, 19 de abril de 2018

A DOR DOS ANIMAIS*

👉🏿 *INFORMAÇÃO ESPÍRITA*



JUVENTUDE

O JOVEM E SEUS PROBLEMAS


*A DOR DOS ANIMAIS*

"Eu tive um cachorro que morreu de câncer, depois de sofrer muito. Um ser humano com câncer demonstra que ele está pagando dívidas do passado e, por isso, sofre. Mas, como é que isso pode acontecer com um animal? Será que ele também tem dívida para pagar como nós? (IZAURA MENDONÇA DA SILVA - Campos Novos Paulista - SP)

Não. O animal não tem nada a pagar, simplesmente porque ele não é um ser moral, não tem consciência, mérito ou culpa de seus "atos". Segue apenas o curso da natureza, agindo por impulso do instinto ou por simples adestramento.

Resgate, pagamento, ressarcimento, expiação, só acontece com os humanos, que são inteligentes e conscientes em suas ações: estes têm mérito e culpa, porque têm livre-arbítrio, isto é, sabem diferenciar o bem do mal.

Os espíritas, devemos tomar cuidado para não generalizarmos conceitos, como é costume acontecer, quando afirmamos que todo sofrimento decorre de um resgate ou de um pagamento de dívida do passado. Não é bem assim. A idéia de que há uma relação direta entre o erro e o sofrimento é correta e deve ser sempre lembrada. Mas disso não resulta que todo sofrimento é resgate. Há várias causas para o sofrimento, e uma delas é a que decorre de nossas necessidades evolutivas. A esse tipo de sofrimento André Luiz chama de dor-evolução. Os animais, que nada têm a "pagar", sofrem em decorrência de sua evolução, aceitam naturalmente a morte, e sua dor é muito menor que a dor humana, porque eles não são atormentados pelos sofrimentos morais ou problemas conscienciais, os que mais nos torturam aqui e no além.



😄👇🏽
GRUPOS UNIVERSO ESPÍRITA 
- 16 9 97935920 - 31 8786-7389
WHATSAPP E TELEGRAM

1 Fatores de perturbação 1

PRIMEIRA PARTE
FATORES DE PERTURBAÇÃO

1 Fatores de perturbação 1

FIRST PART
DISTORTION FACTORS

1 Disturbance factors 1

The second half of the nineteenth century takes place in an Eurasia shaken by the continuous calamities of war, which succeed each other, truanesque, decimating lives and peoples.

O Homem Integral


O Homem Integral


As enciclopédias definem o homem como um “animal racional, moral e social, mamífero, bípede, bímano, capaz de linguagem articulada, que ocupa o primeiro lugar na escala zoológica; ser humano...”
                                                                 
O momento mais eloquente do seu processo evolutivo deu-se quando adquiriu a consciência para discernir o bem do mal, a verdade da impostura, o certo do errado, prosseguindo na marcha ascensional que o conduzirá às culminâncias da angelitude.

Estudado largamente através dos séculos, Pitágoras afirmava que ele (o homem) é a medida de todas as coisas, enquanto Sócrates elucidava ser o objeto mais direto da preocupação filosófica.

Durante o estoicismo e o neoplatonismo houve uma preocupação para que ocorresse a “dissolução do homem em a Natureza”, mesmo aí revelando a grande preocupação de ambas as escolas com este ser admirável.

Na conceituação cristã ele “transcende o mundo”, em uma dimensão totalmente diferente desta.

Já o racionalismo o considera, desde Descartes, como o “ser pensante por excelência, como a razão que compreende e explica o mundo e a si mesma.”

No espiritualismo idealista o “espírito tem a primazia em tudo que se relaciona com o mundo e a vida humana”, enquanto que para o materialismo o “espírito não é mais que uma forma de atividade da matéria que, em determinada fase de sua evolução, de formas simples para outras mais complexas, adquiriu consciência...”

Mivart, o célebre naturalista inglês, analisando, psicologicamente, o homem, esclarece que ele “difere dos outros animais pelas características da abstração, da percepção intelectual, da consciência de si mesmo, da reflexão, da memória racional, do julgamento, da síntese e indução intelectual, do raciocínio, da intuição intelectual, das emoções e sentimentos superiores, da linguagem racional, do verdadeiro poder de vontade.”

Sócrates e Platão estabeleceram que o homem era o resultado do ser ou Espírito imortal e do não ser ou sua matéria que, unidos, lhe facultavam o processo de evolução.

Os filósofos atomistas reduziam-no ao capricho das partículas que, em se desarticulando, aniquilavam se através do fenômeno biológico da morte.

Jesus, superando todos os limites do conhecimento, fez se o biótipo do Homem Integral, por haver desenvolvido todas as aptidões herdadas de Deus, na condição de ser mais perfeito de que se tem notícia. Toda a Sua vida é modelar, tornando se o exemplo a ser seguido, para o logro da plenitude, de quem deseja libertação real.

A Filosofia, mediante as suas diversas escolas, tem procurado oferecer ao homem caminhos que o felicitem em contínuas tentativas de interpretar a vida e entendê-lo.

A Psicologia, que inicialmente se confundia com a estrutura filosófica, de passo em passo libertou-se de seu jugo e, buscando estudar a psique, alcançou, na atualidade, expressão de relevo para a compreensão do homem, dos seus problemas e seus desafios psicológicos.

A multiplicidade de tendências ora vigentes, nessa área, comprova o interesse dos estudiosos desta e de outras disciplinas do conhecimento, buscando a libertação do indivíduo em relação aos desafios e dificuldades que o afligem.

Algo recentemente (1966) surgiu, nos Estados Unidos, a quarta força em Psicologia, que é a Transpessoal, ampliando o campo de investigação além do Behaviorismo, da Psicanálise e da Psicologia Humanista, fornecendo mais amplos esclarecimentos sobre o homem integral... Os seus pioneiros vieram dos quadros da Psicologia Humanista, facultando a introdução de alguns ensinamentos e experiências orientais, graças aos quais abrem espaços para uma visão espiritualista do ser humano em maior profundidade.

O Espiritismo, por sua vez, sintetizando diversas correntes de pensamento psicológico e estudando o homem na sua condição de Espírito eterno, apresenta a proposta de um comportamento filosófico idealista, imortalista, auxiliando-o na equação dos seus problemas, sem violência e com base na reencarnação, apontando lhe os rumos felizes que deve seguir.

Na presente Obra fazemos um estudo de diversos fatores de perturbação psicológica, procurando oferecer terapias de fácil aplicação, fundamentadas na análise do homem à luz do Evangelho e do Espiritismo, de forma a auxiliá-lo no equilíbrio e no amadurecimento emocional, tendo sempre como ser ideal Jesus, o Homem Integral de todos os tempos.

Embora reconheçamos singela a nossa contribuição, esperamos de alguma forma auxiliar aqueles que nos leiam com real desejo de renovação e de aquisição de saúde psicológica, consciente de havermos feito o máximo ao nosso alcance, neste grave momento da Humanidade.

Joanna de Ângelis
Salvador, 20 de fevereiro de 1990.

O Homem Integral
DIVALDO PEREIRA FRANCO
DITADO PELO ESPÍRITO JOANNA DE ÂNGELIS


GRUPOS UNIVERSO ESPÍRITA
- 16 9 97935920 - 31 8786-7389
WHATSAPP E TELEGRAM


0 O Homem Integral 17

0 The Integral Man 17

In the present work we study a number of factors of psychological disturbance, seeking to offer therapies that are easy to apply, based on the analysis of man in the light of the Gospel and Spiritism, in order to assist him in balance and emotional maturation, ideal Jesus, the Integral Man of all time.

CAUSAS DO ABORTO


**INFORMAÇÃO ESPÍRITA**



JUVENTUDE

O JOVEM E SEUS PROBLEMAS


**CAUSAS DO ABORTO**


“Quando uma mulher sofre um aborto espontâneo ou mesmo uma ameaça de aborto é porque o bebê está em dúvida ou com medo de vir à Terra? Ou porque não gosta dos pais por algum problema em alguma outra encarnação?” (JULIANA, VIÇOSA-AL)


Em casos assim, não podemos precisar com exatidão a causa que determina o aborto. Se há causas físicas, certamente há causas espirituais ligadas ao Espírito reencarnante, que podem ser várias. Nas obras de André Luiz, pelo médium Francisco Cândido Xavier, especialmente OS MENSAGEIROS e MISSIONÁRIOS DA LUZ, podemos encontrar referências a respeito. Mas também não podemos descartar a existência de causas relacionadas com a ignorância, negligência ou imprudência da mulher e que podem provocar problemas relacionados com o aborto, resultando em reencarnações frustradas. Cada caso é um caso.


GRUPOS UNIVERSO ESPÍRITA
- 16 9 97935920 - 31 8786-7389
WHATSAPP E TELEGRAM


0 O Homem Integral 16

0 The Integral Man 16


Spiritism, in turn, synthesizing diverse currents of psychological thought and studying man in his condition of eternal Spirit, presents the proposal of an idealistic, immortalistic philosophical behavior, aiding him in the equation of his problems, without violence and based on the reincarnation, pointing you to the happy paths you must follow

0 O Homem Integral 15

0 The Integral Man 15

Something recently (1966) emerged in the United States, the fourth force in Psychology, which is the Transpersonal, extending the field of investigation beyond Behaviorism, Psychoanalysis and Humanistic Psychology, providing further clarification on integral man ... its pioneers came from the frames of Humanistic Psychology, allowing the introduction of some Eastern teachings and experiences, thanks to which open spaces for a spiritual vision of the human being in greater depth.

TOP 10 LIVROS PRA ENTENDER O ESPIRITISMO

TOP 10 BOOKS TO UNDERSTAND SPIRITIST

A Renovação da Humanidade com a Terceira Revelação de Deus

The Renewal of Humanity with the Third Revelation of God - with the medium Isabel Salomão de Campos

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Dor e Confiança - Allan Filho Música - Clube de Arte

Pain and Confidence - Allan Filho Music - Art Club

0 O Homem Integral 14

0 The Integral Man 14


The multiplicity of tendencies now in force in this area of Psychology, proves the interest of scholars in this and other disciplines of knowledge, seeking the liberation of the individual in relation to the challenges and difficulties that afflict him.

QUESTIONANDO A BÍBLIA - O JOVEM E SEUS PROBLEMAS


**INFORMAÇÃO ESPÍRITA**

JUVENTUDE

O JOVEM E SEUS PROBLEMAS


**QUESTIONANDO A BÍBLIA**

Lendo a Bíblia, constata-se que Noé tinha 950 anos de idade, Adão morreu com 930 anos de idade. Ouvindo um pastor falar, ele dizia que Adão tinha 4 metros de altura. Mais impressionante é ver pessoas esclarecidas – como médicos, advogados, promotores de justiça – acreditarem piamente no que está escrito. Qual livro espírita vem esclarecendo esses pontos e muitos outros? (ANÔNIMO, São Paulo-SP)

A princípio, parece que as pessoas com mais escolaridade, especialmente as que obtiveram formação universitária, estão mais propensas ao pensamento crítico em relação a todos os campos do conhecimento humano. Mas essa posição pode ser facilmente contestada, quando deparamos com universitários e profissionais, detentores de títulos de graduação e pós-graduação, estudiosos e até cientistas, que utilizam o pensamento racional para algumas coisas e o pensamento mágico para outras, numa flagrante contradição de que não se dão conta, talvez porque não estejam emocionalmente preparados para compreender os grandes problemas da vida.

Por atavismo religioso impregnado no inconsciente coletivo, separam acintosamente a fé da razão, o divino do humano. A fé eles colocam apenas no campo do sagrado, onde não prevalece a racionalidade e onde tudo é possível, porquanto incompreensível, justamente onde se encontram os dogmas ou verdades intocáveis. O pensamento religioso tradicional, desde suas raízes mitológicas mais antigas, sempre estabeleceu a dicotomia sagrado-profano, humano-divino. No terreno do sagrado, todo questionamento é proibido, porque nele impera a fé passiva e ingênua; somente no domínio do profano ( ou seja, no mundo que nada teria a ver com Deus, mas somente com o homem) se pode raciocinar com lógica e objetividade. A teologia, que etimologicamente quer dizer “estudo de Deus”, difere da filosofia porque, embora use a razão, parte de princípios de fé ( ainda que absurdos), onde a racionalidade não participa, erigindo um edifício sem base crítica, diferentemente do Espiritismo que edificou sua doutrina sobre princípios de racionalidade. Portanto, é comum se deparar com leitores que tomam a Bíblia por verdade absoluta e inquestionável, não sabendo diferenciar a realidade da alegoria, e que preferem fechar os olhos à ciência quando se trata de alimentar a fé: é a forma como se sentem seguros diante de tanta insegurança.

Mas, felizmente, nos meios religiosos comuns, vamos encontrar também pessoas que já se libertaram dessas amarras culturais arcaicas, que já questionam e buscam suas respostas com objetividade e lógica. Existem, no meio espírita, algumas obras que tratam do aspecto lendário da Bíblia e que procuram analisá-la com base em estudos sérios, embora a quase totalidade esteja voltada para o estudo do Novo Testamento, que contém o aspecto moral dos ensinos de Jesus, realçados por Allan Kardec. Que abordam a problemática do Velho Testamento, podemos citar “ A BÍBLIA E SEUS ABSURDOS” de Carlos Bernardo Loureiro e “O ESPIRITISMO E AS IGREJAS REFORMADAS” de Jayme Andrade. Devem existir outras obras.



GRUPOS UNIVERSO ESPÍRITA
- 16 9 97935920 - 31 8786-7389
WHATSAPP E TELEGRAM


0 O Homem Integral 13

0 The Integral Man 13


Psychology, which was initially confused with the philosophical structure, step by step freed itself from its yoke and, seeking to study the psyche, attained, today, an important expression for the understanding of man, his problems and his psychological challenges .

0 O Homem Integral 12

0 The Integral Man 12


Philosophy, through its various schools, has sought to offer man ways to congratulate him on his continual attempts to interpret life and understand

Entrevista com Richard Simonetti sobre o boato de sua desencarnação - Jornal Nova Era

Interview with Richard Simonetti on the rumor of his disincarnation - Jornal Nova Era

segunda-feira, 16 de abril de 2018

0 O Homem Integral 11

0 The Integral Man 11

Jesus, surpassing all the limits of knowledge, made himself the biotype of the Integral Man, having developed all the aptitudes inherited from God, in the condition of being more perfect than is known. All His life is to model, becoming the example to be followed, for the attainment of the fullness, of who wants real deliverance.

0 O Homem Integral 10

0 The Integral Man 10


The atomistic philosophers reduced it to the caprice of the particles that, in disarticulating, annihilated themselves through the biological phenomenon of the death.

O PÚBLICO DO CENTRO ESPÍRITA


**INFORMAÇÃO ESPÍRITA**



PANORAMA

**O PÚBLICO DO CENTRO ESPÍRITA**

Orson Peter Carrera~

Você já parou para observar o público do Centro Espírita? Já refletiu sobre seu comportamento?

Experimente utilizar dinâmicas de grupo, nos estudos e mesmo nas palestras, que estimulem a participação. Haverá grande surpresa ao constatar o quanto o público gosta de participar e reage aos estímulos.

O expositor espírita deve fugir daqueles ares de distanciamento do público. O incentivo da integração sempre deve estar presente. Pequenos fatos do cotidiano, aliado às lições, tornam o estudo ou a palestra extremamente agradável. Esta integração favorece o aprendizado, prende a atenção e aproxima o orador ou o expositor do público.

Uma palestra ou estudo jamais deve ser cansativo. Há que ter um perfil que conquiste a atenção seja pela profundidade da abordagem ou pela descontração com que é apresentado.

Considere-se que o primeiro não é sinônimo de mesmice ou cansaço. Os participantes ou ouvintes devem sentir vontade de voltar sempre.

Deixar aquela pontinha de expectativa sobre qual será a forma com que o coordenador ou palestrante prenderá atenção do público... A este, cabe ao expositor ou coordenador de estudos o compromisso de apresentar o melhor que possa de seus esforços. Aí, entra sua criatividade e interesse em mostrar a beleza que a Doutrina Espírita possui em seus fundamentos.

Podemos extrair muito dos ensinamentos espíritas, mas tudo depende da forma como o fazemos. Qualquer tema pode ser estudado ou apresentado com profundidade sem perder-se com o desinteresse do público.

Basta observar como apresentá-lo. O segredo é a dinâmica a ser utilizada. E isto pode ser usado, sem desvirtuamentos, desde que estejamos compromissados com os objetivos maiores — o estudo e a divulgação da Doutrina Espírita.

Quando coordenamos reuniões de estudo, ouvimos ou fazemos palestras, ficamos a observar o público. Ele sempre reage aos estímulos. Há muito já se foi o tempo em que alguém lia na frente do salão e o público... dormia...

Hoje, um expositor ou coordena dor de grupos de estudos que procura interagir com o público alcança muito mais resultados atingindo o raciocínio e o coração do ouvinte.

Há vários exemplos de companheiros do movimento que utilizando dessa integração com o público realizam excelente trabalho de estudo e divulgação espírita.

Observe que uma história bem contada, com argumentação doutrinária, facilita o raciocínio do ouvinte. A experiência dos expositores dá lhes a visão do tipo de estímulo que cada público recebe nas Casas a que estão vinculados. Em algumas, as situações mais engraçadas ou emocionantes não provocam qualquer reação, como a demonstrar que se trata de um público sem hábitos com esta integração expositor/ouvinte, indiferente mesmo, que ali está como que cumprindo penosa obrigação. Em outras Casas, percebe-se claramente a descontração do público, participativo, atento, bebendo as palavras, em vivo testemunho das didáticas da instituição. Tudo isso é algo para pensar, indicando-nos caminhos que melhorem as Casas Espíritas, para que elas valorizem seu público, ofereçam-lhes o melhor, ao invés de ficarmos apenas com a obrigação de abrir o Centro, realizar as atividades com entusiasmo, ir embora e esperar a hora de recomeçar tudo de novo. Com tanto que a Doutrina tem a oferecer, como conciliar a mesmice com a dinâmica de nosso tempo?

Mera perda de oportunidade.

FONTE
JORNAL “O ESPÍRITA FLUMINENSE”  



GRUPOS UNIVERSO ESPÍRITA
- 16 9 97935920 - 31 8786-7389
WHATSAPP E TELEGRAM


0 O Homem Integral 9

0 The Integral Man 9


Socrates and Plato established that man was the result of being or immortal Spirit and non-being or his matter that, together, empowered the process of evolution.

0 O Homem Integral 8

0 The Integral Man 8


Mivart, the celebrated English naturalist, psychologically analyzing man, clarifies that he "differs from other animals by the characteristics of abstraction, intellectual perception, self-consciousness, reflection, rational memory, judgment, synthesis, and intellectual induction, of reasoning, of intellectual intuition, of higher emotions and feelings, of rational language, of true willpower. "

Como conviver com a morte de entes queridos

How to live with the death of loved ones - Orientations of the medium Isabel Salomão de Campos

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Abandono do Lar pelo Pai de Família

Abandonment of the Home by the Father of the Family - guidelines of the medium Isabel Salomão de Campos

terça-feira, 10 de abril de 2018

0 O Homem Integral 7

0 The Integral Man 7


During Stoicism and Neoplatonism there was a concern for the "dissolution of man in Nature," even there revealing the great concern of both schools with this admirable being.

In idealistic spiritualism "spirit has primacy in everything that relates to the world and human life," whereas for materialism the "spirit is no more than a form of activity of matter which, at a certain stage of its evolution, from simple forms to more complex ones, has acquired consciousness ... "

0 O Homem Integral 6

0 The Integral Man 6


During Stoicism and Neoplatonism there was a concern for the "dissolution of man in Nature," even there revealing the great concern of both schools with this admirable being.

Already, since Descartes, rationalism has considered it the "thinking being par excellence, as the reason that understands and explains the world and itself."

0 O Homem Integral 5

0 The Integral Man 5


During Stoicism and Neoplatonism there was a concern for the "dissolution of man in Nature," even there revealing the great concern of both schools with this admirable being.

In Christian conceptualization it "transcends the world," in a dimension totally different from this.

0 O Homem Integral 4

0 The Integral Man 4


During Stoicism and Neoplatonism there was a concern for the "dissolution of man in Nature," even there revealing the great concern of both schools with this admirable being.

ENQUANTO VIVEM NA ESCURIDÃO


**INFORMAÇÃO ESPÍRITA**

CIÊNCIA

**ENQUANTO VIVEM NA ESCURIDÃO**


Rubens Santini Oliveira

O trato com os Espíritos desencarnados e desequilibrados requer preparo e sensibilidade para que os resultados sejam percebidos.

Não basta apenas a boa vontade. Necessário treinamento, como estamos observando nesta série.

Este mês, vamos nos enriquecer com uma abordagem interessante sobre o papel da prece nesses processos.

**XIV - O PODER DA PRECE**

Hermínio C. Miranda, em “DIÁLOGO COM AS SOMBRAS”, sempre nos alerta que a fé e o amor são os dois grandes instrumentos de trabalho do doutrinador. Associados a essas virtudes, a prece é de grande eficácia para levar os Irmãos sofredores à reflexão de suas dores. A prece envolve a Entidade em vibrações pacificadoras, lhe dando o carinho que há muito tempo não encontrava.

“No momento propício, e mais uma vez temos que recorrer à intuição e ao senso de oportunidade, convém dirigir-se ao próprio Espírito e propor-lhe a prece. Dificilmente ele recusará, e, ainda que recuse, devemos fazê-la, mesmo porque não devemos pedir-lhe permissão para orar, e sim comunicar-lhe que vamos fazê-lo. Basta dizer, por exemplo:

- Vamos orar?

Ou:

- Agora vou fazer uma prece.

Como disse, dificilmente ele se oporá. Poderá, no máximo, dar um muxoxo desinteressado, ou fazer um comentário condescendente:

- Pode orar, se quiser ...

(...) A prece deve ser dita de preferência de pé, ao lado do companheiro manifestado, com as mãos estendidas para ele, como que a concentrar nele as vibrações e as bênçãos que invocamos. Alguns informam depois, ou durante a prece, que se acham “defendidos”, “protegidos” por “couraças” e “capacetes” invioláveis, nos quais, esperam eles, as energias suscitadas pela prece não poderiam penetrar.

Dirija a sua prece a Deus, a Jesus ou a Maria, pedindo ajuda para o companheiro que sofre.

Se já dispõe de alguma informação sobre ele, fale especificamente de seu problema, como um intermediário entre ele e os poderes supremos que nos orientam e amparam. Eles se esqueceram, às vezes por séculos, e até milênios, de que esses canais de acesso estão abertos também a eles. Não têm mais vontade, ou interesse, de se dirigirem a Deus.

Ou lhes falta coragem, por julgarem-se além de toda recuperação, indignos e incapazes de projetarem o pensamento a tão elevadas Entidades.

Em alguns casos, costumo orar não apenas pelo Espírito manifestante, mas como se fosse ele próprio, com as palavras e as emoções que ele mesmo escolheria para dirigir-se ao Pai ou Jesus, se estivesse em condição de fazê-lo.”

“Em todos os casos de obsessão, a prece é o mais poderoso meio de que se dispõe para demover de seus propósitos maléficos o obsessor.” (“A GÊNESE” – Allan Kardec)

O hábito da prece

O hábito da prece mantém o médium em estado de vigilância, imprescindível ao bom êxito de sua tarefa.

Através da oração, isolamo-nos das influências negativas, sintonizando-nos com as forças espirituais que iluminam.

A prece não nos isenta das provas, mas dá-nos forças para suportá-las.

“Nos momentos de dificuldade e sacrifício, vamos lembrar de orar para Nosso Pai.

A oração é um santo remédio para os nossos males.

Não é só nas horas de aflição é que devemos recorrer a esse recurso maravilhoso.

Ela deve ser feita todos os dias. Pela manhã, agradecendo pelo descanso de nosso corpo físico, e pedir proteção para mais um dia de trabalho aqui na Terra. Ao anoitecer, antes de dormir, agradecendo pelo dia que tivemos, e pedindo para que nosso Espírito possa estar com nossos Amigos Espirituais, buscando novos esclarecimentos para nosso aprimoramento espiritual.

Lamentamos que muitas pessoas só recorrem à oração para pedir a conquista de bens materiais. Conquistas essas que são perecíveis com o tempo. Devemos pedir, sim, uma boa saúde para o nosso corpo físico, para que possamos ter a força e a energia necessária para cumprir com grande sucesso o que nos foi planejado pelo Plano Espiritual.

Devemos pedir a proteção, os bons conselhos e as inspirações de nossos Guias Protetores para a resolução de nossos problemas em que, por ventura, estejamos atravessando.

Mas, devemos orar não só para pedir, mas também para agradecer pelas nossas conquistas do dia a dia e pelas dádivas recebidas. Podemos orar para emitir vibrações positivas para aqueles entes queridos que estejam doentes ou em dificuldades.

Devemos orar, também, e isto mostra a nossa grandeza e elevação de nossa alma, para os nossos inimigos e por todos aqueles que nos desejam o mal. Vamos perdoar-lhes cada ato infeliz e impensado que tenha sido desferido contra nós. Vamos mostrar-lhes o nosso carinho, o nosso Amor, a nossa tolerância, e pedir à Deus para que façam rever seus gestos, suas posturas. E que as Entidades Benevolentes possam iluminá-los para a prática de atos mais elevados.

Lembrem-se: a oração é uma benção Divina.

Podemos recorrer a ela a todos os instantes.

A oração é um ato de Amor, um elo de ligação entre o Plano Espiritual e o Terreno.

Para orar, não há necessidade de palavras decoradas, ditas sem nenhum sentimento.

Mais valem dez palavras expressas com amor e devoção... Muitos falam que não sabem rezar. Basta humildemente, com suas próprias palavras, com uma devoção muito grande, acreditando naquilo que está sendo pedido, ser concretizado. Vamos lembrar o que o Nosso Mestre Jesus nos disse: “Pedi e se vos dará“. Acima de tudo, devemos orar com muita fé!”





GRUPOS UNIVERSO ESPÍRITA
- 16 9 97935920 - 31 8786-7389
WHATSAPP E TELEGRAM