Pesquisar este blog

Páginas

sábado, 19 de novembro de 2016

*O LIVRO DOS ESPÍRITOS* Estudo de: Eurípedes Kühl *1.2 – Perda de entes queridos - (questões 934 a 936)*

*O LIVRO DOS ESPÍRITOS* Estudo de: Eurípedes Kühl

PARTE QUARTA - Das esperanças e consolações

CAPÍTULO I — DAS PENAS E GOZOS TERRENOS - (questões 920 a 957)

*1.2 – Perda de entes queridos - (questões 934 a 936)*


Grande é essa dor. Alcança pobres e ricos. Na Terra, opino que é a maior.


Contudo, o Espiritismo, em particular, oferta consolo possível, pela crença na imortalidade, na vida espiritual e principalmente na mediunidade, que pode aproximar Espíritos, de várias formas. Uma delas, dulcíssima consolação, a possibilidade de comunicação entre mortos e vivos!


Conquanto a Codificação não proíba a evocação, em alguns casos até mesmo indicando-a, resta claro que deve ser feita com o máximo cuidado e respeito.


Quando os encarnados se mortificam em pranto intenso e ininterrupto de saudade do ser querido que desencarnou, com isso demonstrando inconsciente revolta contra os desígnios de Deus e Suas sábias leis, essa postura alcança o Espírito daquele que transpôs a “grande fronteira”, prejudicando-o, e muito.

OBS: A nós, espíritas, socorre grande amparo nesses transes: o conhecimento de que no desdobramento do sono, assim que possível, nos encontraremos com aqueles que partiram à nossa frente rumo ao plano espiritual. Em nosso coração deve ser reservado um cantinho exclusivo para os que já não estão fisicamente conosco, contudo, o dinamismo da Natureza nos impele a que prossigamos cumprindo nossas obrigações, dentre as quais a de incessantemente buscar o progresso espiritual, ao contrário de nos tornarmos presa de lamúrias crônicas, que a nada conduzem.


*1.3 – Decepções. Ingratidão. Afeições destruídas - (questões 937 e 938)*