Pesquisar este blog

Páginas

sexta-feira, 22 de julho de 2016

ESTUDO EVANGÉLICO 59 - LIVRO PALAVRAS DE VIDA ETERNA - TEMA: # Terra - Bênção Divina

ESTUDO EVANGÉLICO

Livro: Palavras de Vida Eterna

Francisco Cândido Xavier pelo Espírito Emmanuel

ESTUDO 59

Terra - Bênção Divina


"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna." - Jesus. (João, 3:16.)


Emmanuel1 neste texto reflete sobre o que representa a Terra para o homem, uma vez que questões como: quem sou, o que faço na Terra, para onde vou, são ainda bastante intrigantes para a maioria. Até mesmo no meio espírita muitos conservam idéias equivocadas acerca desse assunto em decorrência da compreensão parcial da doutrina.

             

Reforçaremos o desdobramento e compreensão do texto com matéria elaborada por Jaci Regis2 em seu livro "Comportamento Espírita" que estuda a História revelando, como uma constante, as predições do fim do mundo, a perspectiva de um salvador, a condenação ao fogo eterno, as lendas de grandes cataclismos e do dilúvio que contribuíram para a idéia da vida física como um castigo, uma condenação.

     
Essas ideias derrotistas e doentias fazem parte do atavismo ancestral e tem levado o homem a encarar a vida na Terra como um ônus, uma espécie de queda ou degeneração do espírito ou alma que pecou. 
           
A Doutrina Espírita descarta esse aspecto de queda e punição, valorizando a vida, ressaltando que a matéria é um dos componentes essenciais do Universo, e importantíssima para o desenvolvimento do Espírito Imortal. 
              
Como entender?
           
O homem é um Espírito encarnado. O Espírito é perfectível, isto é, tem potencialidade para atingir a perfeição que somente será alcançada com o desenvolvimento dessa potencialidade. Para isso encarna e reencarna em mundos materiais que lhe oferecem as condições, os estímulos necessários ao processo de crescimento a que todos estão submetidos. 
              
Fomos criados e nascemos para sermos felizes. A Terra não nos foi dada como exílio ou punição, mas como bendita escola, lar que nos acolhe e nos abriga2, campo de aperfeiçoamento e crescimento que oferece tudo quanto necessitamos para o desenvolvimento do Espírito. Nas buscas e nas lutas para viver vamos nos aprimorando, nos qualificando e transformando para melhor o mundo que nos acolhe.
           
 A Terra, portanto, é "Bênção Divina"1, lugar onde se desenvolve valores e se fixam expressões superiores para a vida, criando o futuro de amor e paz que todos almejamos.
           
Ressalta Emmanuel1 que, na vida diária, estamos incessantemente rodeados de bênçãos.

O regaço materno...

O refúgio do corpo...

O calor do berço...

O conforto do lar...

O privilégio da oração...

O apoio do alfabeto...

A luz do conhecimento...

A alegria do trabalho...

A riqueza da experiência...

O amparo das afeições...

Do mundo recebes o pão que te alimenta e o fio que te veste.
             

E na exortação final diz: Não te faças, assim, a causa do mal no mundo, que em todas as expressões essenciais, consubstancia o Bem Maior em si mesmo.

Lembra-te de que "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna"1.

Bibliografia:

1 - Xavier, Francisco Cândido. "Palavras de Vida Eterna: Terra - Bênção Divina". Ditado pelo Espírito Emmanuel. CEC. 17a ed. Uberaba, MG. 1992.

Regis, Jaci. "Comportamento Espírita: O Espírita e o Mundo". DICESP-Divulgação Cultural Espírita S/C Editora. 3ª ed. Santos, SP. 1986.
                       
Iracema Linhares Giorgini
junho de 2006

Centro Espírita Batuira
cebatuira@cebatuira.org.br
Ribeirão Preto (SP)