Pesquisar este blog

Páginas

quarta-feira, 13 de julho de 2016

ESTUDO EVANGÉLICO

Livro: Palavras de Vida Eterna

Francisco Cândido Xavier pelo Espírito Emmanuel

ESTUDO 58

EM LOUVOR DO EQUILÍBRIO

"Toda a amargura, cólera, ira, gritaria e blasfêmia sejam retiradas dentre vós, bem como toda a malícia". – Paulo (EFÉSIOS, 4:31)

As palavras de Paulo são convite para que se busque a estabilidade emocional, no afastar das inferioridades que impedem o aperfeiçoamento do Espírito, esforçando-se por adquirir a harmonia que deve existir em tudo e em todos.

Nos diversos setores da vida material, para que tudo funcione a contento, trazendo bons resultados, dentro daquilo que se propõe realizar, é necessário que haja controle, harmonia das partes.

Nos lares, para que funcionem bem é preciso que haja organização e higiene.

As cidades precisam ter serviços de água, esgoto, recolhimento de lixo, saneamento básico, enfim, cuidados de saúde que preservem a população.

Esses cuidados têm como objetivo a tranquilidade, o equilíbrio. É justo que seja assim, faz parte do progresso material. No passado a vida das pessoas era difícil, despendendo esforços para uma vida material tranquila.

Infelizmente, no campo dos Espíritos, muitos, ainda, cultivam sentimentos e atitudes que podem ser comparados a lixo, tamanha é a contaminação e o mal que disseminam.

Podemos citar, como exemplo, a maledicência, a blasfêmia, o ciúme, a mágoa, que fazem mal à saúde, provocando doenças, porque sentimentos e pensamentos desequilibrados desarmonizam as células, e como consequência abrem campo às enfermidades.

O equilíbrio integral, ainda não é possível para o grau evolutivo dos habitantes da Terra, mas, o equilíbrio relativo a esse desenvolvimento podemos alcançar, e, devemos fazer o máximo esforço para isso.

Temos em Jesus, o modelo do perfeito equilíbrio; é o exemplo do homem integral que seremos um dia, por haver desenvolvido todas as potencialidades herdadas de Deus.

Sua vida é modelo a ser seguido para alcançar a perfeição, de quem deseja libertação real, verdadeira.

A Doutrina Espírita, estudando o homem na sua condição de Espírito eterno, apresenta a proposta de um comportamento com vistas à vida futura, auxiliando-o na solução dos problemas com base na reencarnação, apontando-lhe os rumos felizes que necessita seguir.

O Espírito foi criado simples e ignorante, para adquirir experiências com seu próprio esforço. Por isso, as reencarnações são necessárias, pois através delas o Espírito se aprimora; as realizações boas ou ruins são transferidas de uma vida para outra, à espera de uso racional visando um fim libertador.

Quando o homem entende, que um futuro feliz depende do que fizer agora, grandes mudanças se operam no seu comportamento.

E elas só acontecem quando a criatura busca conhecer a si própria, identificando as suas qualidades e as imperfeições a serem trabalhadas, transformadas.

Não basta, entretanto, conhecer-se, é necessário buscar a educação moral para que a transformação aconteça.

Cabe à educação o nobre dever de renovar o ser humano, transformando para melhor a situação moral da sociedade terrena.

Não apenas, a educação convencional, acadêmica, mas a moral, aquela que trabalha a inteligência e a emoção, os hábitos e as aspirações, o ser integral, que é imortal, ou seja, o Espírito, porque só ela o libertará dos condicionamentos negativos, equipando-o com os instrumentos indispensáveis à sua sublimação.

Bibliografia:

O Livro dos Espíritos - Allan Kardec - questão 125

O Ser Consciente - Joanna De Ângelis / Divaldo P.Franco

Dias Gloriosos - Joanna De Ângelis / Divaldo P.Franco


Maria Aparecida Ferreira Lovo

Maio / 2006