Pesquisar este blog

Páginas

terça-feira, 13 de setembro de 2016

4 Estudos destinados à Família e à Educação no Lar Tema 04b Orientação Educacional dos pais nossa conversa sobre

CVDEE  - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo

Sala Virtual de Estudos Educar

Estudos destinados à Família e à Educação no Lar

Olá, irmãos da Sala Educar!!!

Tudo em paz com vocês???

Já discutimos bastante sobre família, filhos, lar... Vamos agora papear um pouquinho sobre a Orientação Educacional dos Pais?

Sabemos que os pais são os primeiros educadores Independente de terem consciência disso ou não, de estarem preparados ou não, pois, é através dos primeiros exemplos que a criança absorver destes que ela passará a moldar todas as tendências que trouxe das reencarnações anteriores à personalidade atual.

Sendo assim, é necessário que nós, principalmente os que nos dizemos espíritas, busquemos nos preparar melhor para orientar nossos filhos. Mas, só poderemos orientá-los se tivermos também essa orientação.

Então, vamos discutir isso respondendo às seguintes questões:

1 - Qual a importância e a necessidade de nossa auto-educação, enquanto pais?

2 - Para nós, que somos espíritas, qual a mais segura diretriz de Orientação Educacional?

Esperamos uma semana de muitas participações, lembrando que cada um pode participar respondendo as questões propostas ou trazendo contribuições (textos, mensagens) dentro do tema proposto.

Tema 04b Orientação Educacional dos pais nossa conversa sobre

Questões propostas:

1 e 2 - Importância, necessidade e diretriz de nossa auto-educação enquanto pais.

 Penso que quando o ser, como individualidade, desperta para a consciência desta importância e necessidade, naturalmente ele busca o conhecimento. A dificuldade nesta busca é encontrar o melhor caminho, uma pessoa que te inicie, um bom livro, enfim; mas, para aquele que já está vinculado a doutrina espírita, é simplesmente indispensável o estudo, o auto-conhecimento é fundamental,  abrir-se ao conhecimento do viver corpo/espírito, no equilíbrio desta duas existências, passar isto aos filhos, e a todos aqueles que vierem buscar isto em nós, seja como evangelizadora, monitora ou simples amiga é algo de muita necessidade em nossos dias, visto que as pessoas não se satisfazem mais com promessas mágicas. Desta forma no meu parco entender e na minha própria busca, o mandamento primeiro e único: "Amar a Deus sob todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos" - esta a diretriz.

 Desejo a todos um bom fim de semana.
Luz e Paz.
(Lúcia Machado)
---

Sem querer desvirtuar o assunto proposto durante a semana, gostaria de fazer algumas ponderações a respeito da educação dos filhos sob a ótica dos conceitos espíritas. Acho q acima de tudo, devemos educar nossos filhos sob esses conceitos. Sobre a existência da espiritualidade e o intercâmbio com o mundo espiritual, principalmente com relação a mediunidade na infância. Devemos explicar q são fatos naturais
(AC 161169)
---

Olá amigos da sala educar, muita luz para todos.

1 - Qual a importância e a necessidade de nossa auto-educação, enquanto pais?

Para mim é de extrema importância, pois como diz o ditado "os filhos são o retrato dos pais", ou seja, estamos sempre dando o exemplo à eles. Assim precisamos buscar passar sempre o nosso melhor.

2 - Para nós que somos espíritas, qual a mais segura diretriz de Orientação Educacional?

Sem dúvida a mais segura diretriz de orientação educacional, são os ensinamentos de Jesus, é preciso estar sempre em sintonia com o bem. É quando crianças que devemos "plantar" a sementinha. Seja qual for sua religião, para você esta é a melhor, assim seu filho deve seguí-la com você e não deixar para ele escolher quando crescer. É na fase da criança que devemos formar o alicerce.

Abraços,
(Maritsa)
---

- Eu acredito que só possamos ensinar aquilo que já possuímos, acredito na educação pelo exemplo. Pois os filhos são espelhos dos pais. Tem que se correr atrás principalmente das mudanças que temos que acompanhar, acho até que muita coisa que nos foi ensinado pelos nossos pais, termos só com o que é bom, e jogarmos fora o que sobrar.

  2- Na minha opinião a bússola é o evangelho de Jesus, principalmente no ensinamento de fazer aos outros o que gostaríamos que nos fizessem, mas não acredito ser só o espirita, e sim de todos os cristãos, apesar também de que em outras religiões também há muitos ensinamentos bons,

Onde também houve outros missionários que trouxeram ensinamentos bons.

Agora, penso também que o espiritismo nos abre muito a consciência, o sino bate logo quando pisamos na bola. Muita paz

(Luiza)
---

Quando estamos assistindo tanta violência no mundo, e ficamos indignados, temos que tentar mudar tudo isso, e só acredito na mudança através da educação, educando nossas crianças teremos com certeza um mundo melhor, a paz começa em casa, mas como é difícil conseguir está paz manter tudo sob controle, porque só conseguiremos quando todos da família lutarem pela paz dentro de casa, ai entra a nossa auto educação, todos temos a responsabilidade de educar, de lutar por um mundo melhor.

(Maria Luiza)
---

Oi…pessoal….

Espero que todos estejam em alegria... e que esta iniciativa possa se estender a muitos, contribuindo nessa bendita oportunidade de trabalhar e aprender sobre o tema família e a educação com base na Doutrina.

Recebi de um amigo, hoje, a indicação deste site e me cadastrei...gostaria de receber, se é possível, as mensagens anteriores para posicionar-me e poder participar.

 Por enquanto, muito obrigado
até mais
(Maurício)
---

Olá pessoal…Muita alegria

 Interessante a colocação da Maria Luiza, se buscarmos o comentário do Kardec na questão 685 (LE)...  Há um elemento que, comumentemente, não entra na balança e sem o qual a ciência econômica não é mais que uma teoria: a educação. Não a educação intelectual, mas a educação moral, e não, ainda a educação moral pelos livros, mas aquela que consiste na arte de formar os caracteres a que dá os hábitos; porque a educação é o conjunto de hábitos adquiridos. Quando se pensa na massa de indivíduos jogados cada dia na torrente da população, sem princípios, sem freios e entregues aos seus próprios instintos, deve-se espantar das consequências desastrosas que resultam? ... (vale a pena ler o restante das ponderações).

Não há dúvida, somente pela educação moral haverá modificação do quadro atual. Portanto, temos que nos esforçar no limite de nossas forças (ver questão 642 e 643 - LE) para nos auto-educarmos e para auxiliar a todos que tivermos chance de relacionamento, respeitando o livre-arbítrio de cada um. O peso do exemplo continua sendo de valor inquestionável. Sigamos o exemplo do Mestre, nas atitudes do dia a dia, e aprenderemos a construir a paz em nosso interior.

até
(Maurício)
---

Qual a importância e a necessidade de nossa auto-educação, enquanto Pais?

     A base da Doutrina Espírita não é a reforma íntima? Esta reforma não é uma reeducação? Não é exatamente substituir velhos e contraditórios valores pela lucidez da razão? Quando pessoas assumem não que SÃO pais, mas que ESTÃO pais neste momento (visto que estávamos filhos até agora, estaremos avós mais tarde) aprendem que num processo de educação existe aquele que ensina e aquele que aprende e que no minuto seguinte os papéis podem (e devem) ser trocados. Os filhos em dado momento aprende conosco e no seguinte, nos ensina. Os pais devem, portanto buscar continuamente a auto-educação, a busca da melhoria interior para que possam transmitir o que há de melhor em si. Deve buscar colocar os filhos na Evangelização Infantil, ao mesmo tempo que deve buscar cursos dentro da Casa Espírita (espíritas, instrução).  Reeducação, talvez este seja o caminho.

 2) Para nós, que somos espíritas, qual a mais segura diretriz da Orientação Educacional? O único modelo a ser seguido é Jesus. E Jesus orienta que devemos amar o próximo como a si mesmo. Muito bem. Vamos aos passos: 1º) AMAR a si, é olhar no espelho e identificar defeitos e buscar corrigi-los.2º) CONHECER seu filho 3º) DEIXAR seu filho CONHECER VOCÊ. É quando você permite que ele perceba que você chora, ri, fica bravo, enfim, exterioriza emoções. É trazer o Evangelho no Lar, é aprender junto. Pai, mãe são apenas EDUCADORES; são também EDUCANDOS. O processo de Educação existe quando há esta troca e a Orientação Educacional existe quando traz como bandeira o EVANGELHO.
 Amigos, obrigada pela oportunidade

(Silvia Sana)