Pesquisar este blog

Páginas

sábado, 12 de março de 2016

ESTUDO EVANGÉLICO 28 - LIVRO PALAVRAS DE VIDA ETERNA - TEMA: Na Conquista da Liberdade


Livro: “PALAVRAS DE VIDA ETERNA”

Francisco C. Xavier / Emmanuel

Estudo n. 28

TEMA: Na Conquista da Liberdade

"Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade, porém, não usei da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros pelo amor." Paulo (Gálatas, 5:13.)
Escrevendo aos gálatas o apóstolo Paulo chama-lhes a atenção sobre a inconveniência da inconstância aos princípios cristãos e exorta-os a evitar abusos. Em suas recomendações ressalta que a liberdade de que desfrutamos deve ser dinamizada na caridade, na prática do amor incondicional, no serviço prestado ao próximo.
 A palavra do apóstolo, nesse sentido, é bastante expressiva: "Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade, porém, não usei da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros pelo amor."
Reconhecemos que ainda encontramos grande dificuldade na aplicação digna dessa virtude, uma vez que em surgindo a oportunidade imobilizamo-nos em novas grilhetas que nos prendem à retaguarda infeliz.
 Por exemplo:
 - "(...) o perseguido, com oportunidade de desculpar, mentaliza represálias violentas;
 - o caluniado, com ensejo de perdão (...), recorre à vingança;
 - o incompreendido, no instante azado de revelar fraternidade e benevolência, reclama reparação", e assim, nas várias circunstâncias em que o estímulo nos agride, reagimos quase sempre na mesma proporção.
 No atual estágio evolutivo, não gozamos de liberdade plena, no entanto, as restrições não chegam a tolhê-la por completo, nem eliminar a responsabilidade.
 Mesmo limitada, é sempre suficiente para permitir que se decida e aja conforme a decisão tomada. Sendo assim, podemos alterar o curso da própria existência tornando-a plena de realizações, avançando na direção do progresso espiritual ou criando novos liames que nos retêm em níveis inferiores e infelizes.
 Emmanuel, no texto em estudo, recomenda que aprendamos com Jesus a fazer bom uso da liberdade, usando-a nas suas expressões mais elevadas: no perdão, no respeito ao outro, na tolerância, na busca do próprio aperfeiçoamento, etc., preparando o ambiente íntimo para a independência real. As atitudes de revide, aprisionam às conseqüências das respostas duras. As atitudes no Bem libertam por que não deitam raízes daninhas a serem extirpadas.
 Reflitamos sobre as palavras do apóstolo e as recomendações de Emmanuel permanecendo fiéis ao Evangelho de Jesus que é o roteiro seguro de libertação da criatura, reintegrando-a na simplicidade, no equilíbrio, na esperança, na alegria, na conduta digna que constituem fatores essenciais à conquista da liberdade do Espírito.
 Concluindo, Emmanuel afirma o compromisso da liberdade com a prática do bem dizendo: "devemos, (...) ao Senhor, a felicidade de nossa gradativa independência (...); entretanto, para atingir a glória divina a que estamos destinados, é preciso saibamos renunciar conscientemente à nossa própria emancipação, sustentando-nos nos serviço espontâneo em favor dos outros, porquanto somente através da nossa voluntária rendição ao dever, por amor aos nossos próprios deveres, é que realmente alcançaremos a auréola da liberdade vitoriosa."
Bibliografia:
Xavier, Francisco Cândido. "Palavras de Vida Eterna: Na Conquista da Liberdade".
Ditado pelo Espírito Emmanuel, 17a ed. Uberaba, MG. CEC, 1992.
Xavier, Francisco Cândido. "Vinha de Luz: Liberdade". Ditado pelo Espírito Emmanuel, 4a ed. Rio de Janeiro, RJ. FEB, 1977.
Denis, Leon. "O Problema do Ser, do Destino e da Dor: O Livre Arbítrio". 11a ed. Rio de Janeiro, RJ. FEB, 1979.

Iracema Linhares Giorgini
Outubro / 2003

CENTRO ESPÍRITA BATUÍRA - RIB. PRETO – SP
cebatuira@cebatuira.org.br