Pesquisar este blog

Páginas

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

ESTUDO SOBRE PASSES - A Câmara de Passes

ESTUDO SOBRE PASSES - A Câmara de Passes

A CÂMARA DE PASSES

 É conveniente que o grupo de passistas seja escalado com antecedência e ao chegarem no Centro Espírita, já estejam preparados psiquicamente, emocionalmente e fisicamente para o desempenho das funções, e que adentre a câmara de passes pelo menos 15 minutos antes do atendimento de passes ao público.

Que antes de iniciar o trabalho, o coordenador faça uma prece e leia em seguida “O Evangelho Segundo o Espiritismo” ou livro da série “Pão Nosso”, “Fonte Viva” de Emmanuel, e logo após todos devem ficar em oração mental.

Para um bom andamento do trabalho de passe é necessário:

            a) Horário

            b) Confiança

            c) Harmonia Interior

            d) Respeito

“No tocante à pontualidade, devemos lembrar que os assistentes do Plano Espiritual não estão disponíveis unicamente para nosso auxílio. Se insistirmos na indisciplina eles passarão adiante à procura de núcleos e companheiros que tenham em melhor apreço a noção de responsabilidade.”

A sala de passes, conquanto invisível aos olhos carnais, abriga todo um laboratório de recursos fluídicos. Muitos dos preparados fluídicos são particularmente sensíveis às emanações mentais. A palavra desrespeitosa ou grosseira pode trazer prejuízos maiores do que se pode imaginar. Assim como determinados medicamentos para serem conservados exigem condições e temperaturas adequadas, também os preparos fluídicos deterioram sob ambientes moralmente poluídos.

De outra sorte, toda emanação de fé, esperança, de amor e de serviço, toda prece sincera levada a efeito dentro da Câmara de passes é contribuição valiosa. Mesmo quando não esteja sendo ministrado passe, lembre-se que trabalhos assistenciais continuam a ser operados pelos planos superiores da espiritualidade. Portanto, devemos ver na Câmara de Passes um templo de trabalho santificante da medicina espiritual, onde damos e recebemos, cooperando com Deus na justificativa do mandato que recebemos.