Pesquisar este blog

Páginas

terça-feira, 19 de maio de 2015

13 - CENTRO DE ORIENTAÇÃO

E

EDUCAÇÃO MEDIÚNICA

CURSO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO MEDIÚNICA  COEM II

SOCIEDADE ESPÍRITA  14 - 30

2a. PARTE - RESUMOS DAS UNIDADES

UNIDADE PRÁTICA 04 - MECANISMOS DA PRECE

ROTEIRO

* Energia mental

* Sintonia vibratória

* Mecanismos da prece

* Eficácia MM-cap IV, V, XXV; ETM cap IV, item 11-B; E cap XXVII; NI  cap V; Ro-28

 O espírito encarnado ou desencarnado pode ser comparado a um dínamo complexo, gerador de forças que atuam como agentes emissores e receptores, conservadores e regeneradores de energia. (André Luiz; MM).

 O pensamento, nascido da matéria mental, é força criadora e plasticizante. É o agente essencial de todas as realizações nos planos material e espiritual.

 A energia gerada pelos pensamentos que cada criatura cultiva, forma em torno dela uma atmosfera psíquica, a aura ou halo vital, que a identifica e determina o intercâmbio com outras mentes.

 Comunicar-nos-emos com entidades e núcleos de pensamentos com os quais nos colocamos em sintonia.

(Emmanuel; Ro).

 Sintonizados pela semelhança da energia mental, os espíritos exercem entre si mútua influência, na forma de imagens e sensações, boas ou más. Alterando seu padrão vibratório, o espírito estabelece novos contatos, atraindo companheiros e recursos, conforme a natureza de seus pensamentos e aspirações.

 Compreendido o poder do pensamento, se reconhece o poder da prece, formada que é por pensamentos intencionais.

 Transmitido através do fluido cósmico que preenche todo o universo, o pensamento alcança aquele a quem se destina, numa espécie de telegrafia espiritual, independente da distância existente entre eles.

 Para que a prece tenha força para ser ouvida por Deus ou seus prepostos, é preciso estabelecer-se algumas condições:

A. Concentrar-se no objetivo de orar;

B. Mentalizar aquele a quem oramos;

C. Possuir mérito para ser ouvido, ou seja, estar efetivamente sintonizado com o bem, com o amor, com a busca da elevação pessoal.

 Além disso, para que a prece efetivamente alcance seus objetivos de comunicação e interação com a espiritualidade superior, nos ligando com Deus ou seus prepostos, necessita atender ainda as seguintes condições:

a) Ser realizada com sinceridade, exprimindo nossos sentimentos verdadeiros, refletindo, em cada palavra, a verdade do nosso coração.

b) Ser realizada com fé, acreditando-se no seu potencial, colocando-se em estado de aceitação da resposta que receberemos do alto;

c) Ser simples, clara e precisa no seu conteúdo, evitando-se a prolixidade, o tamanho excessivo, as fórmulas prontas e as palavras vazias. A prece rasga uma vereda fluídica pela qual sobem as almas humanas e baixam as almas superiores, de tal modo que uma íntima comunhão se estabeleça entre elas e o espírito do homem seja iluminado e fortalecido pelas centelhas e energias despedidas das celestiais esferas. (Léon Denis; NI).

 Graças à elevação dos pensamentos na prece, a criatura estabelece, temporariamente, uma sintonia vibratória mais perfeita com a espiritualidade superior, facilitando o atendimento necessário a si mesma e aos outros por quem pede.

 O estado de receptividade criado pela prece predispõe ao reequilíbrio espiritual e orgânico, favorecendo a absorção das orientações e das energias renovadoras concedidas.


LUCAS DE ALMEIDA MAGALHÃES
CENTRO ESPÍRITA LUZ ETERNA  CELE
Avenida Desembargador Hugo Simas, 137 Bom Retiro
80520-250  Curitiba  Paraná  Brasil
www.cele.org.br cele@cele.org.br
REDAÇÃO: Equipe do CELE