Pesquisar este blog

Páginas

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Aula 16 B  Ação e Reação

Ação e Reação na física
Bem, hoje vamos falar sobre uma lei da física. A 3ª lei de Newton.
Para isso iremos realizar um complexo experimento científico.
Jogar a bolinha de ping pong na parede.
Definição: Pra toda ação, cabe uma reação em igual intensidade em sentido contrário.

Trazendo a física para nossas vidas
Vamos esquecer essa brincadeira que fizemos e vamos começar a aula de verdade. Na aula de hoje vamos falar sobre a justiça divina.
Questionamento:
Como sabemos o que é justo ou não?
Como a justiça divina se processa?
Existe alguma relação entre ela esta lei da física que acabamos de demonstrar?

Espiritismo e a causa e efeito
Vocês acham que tudo isso é realmente correto?
Bem, o espiritismo também crê neste princípio.
Vocês já ouviram historinhas ou coisas sobre a lei da ação e da reação?
Reencarnação
Carma
Contar pequenos exemplos de como a ação e reação se processa. Enfocando que não é o processo que é o mesmo e sim o resultado.

Vocês já perceberam alguma vez isso na vida de vocês?
Pedir para que pensem e escrevam num papel.

Nossas dívidas nós podemos pagar pelo amor ou pela dor. (exemplo do senhor feudal) Na física isso equivale aos diversos fatores que podem influenciar no trajeto da bolinha (atrito, vento, etc)


Faça aos outros aquilo que gostaria de receber de volta. Sabendo da lei de ação e reação, nós podemos escolher o que queremos para nossa vida, esoclhendo o que vamos fazer. É por isso que tivemos as aulas sobre moral antes dessa.
Loucura e realizar a mesma coisa varias vezes esperando resultados diferentes.

Brincadeira do adoletá do ódio. Mostrar que enquanto espíritos não estamos presos à apenas reagir. Nós escolhemos nossas atitudes. (se não voltaríamos para o tempo do olho por olho dente por dente)
Assim como o JC, nós podemos escolher agir ao invés de apenas reagir. Quem reage são os animais. Nós estamos sempre agindo (pedir para que um jogue a bolinha para o outro)
- Caso do discípulo de Freud que foi parar nos campos de concentração