Pesquisar este blog

Páginas

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

26 - A GÊNESE CAPÍTULO VI URANOGRAFIA GERAL

*26 - A GÊNESE*

ALLAN KARDEC

OS MILAGRES E AS PREDIÇÕES SEGUNDO O ESPIRITISMO

*CAPÍTULO VI URANOGRAFIA GERAL*

*A MATÉRIA*

           O Espírito Galileu, no início deste subcapítulo, fala que “nada parece profundamente variado, tão essencialmente distinto como as diversas substâncias que compõem o mundo” e, ao final, conclui que “não há em todo o universo, senão uma substância primitiva (...).” (1)

          Essas informações estão concordantes com os ensinamentos dos Espíritos: “A matéria é formada de um só elemento ou de muitos elementos? – De um só elemento primitivo. Os corpos que considerais como corpos simples não são verdadeiros elementos, mas transformações da matéria primitiva.” (2)

          Como a Ciência define a matéria? Há aceitação de que toda matéria tem origem em um único elemento?

          Segundo o dicionário a palavra matéria deriva do Latim matéria, da raiz mater que significa mãe. Matéria é a substância de que algo é constituído (objeto, ser vivo, fluido, etc.). (3)

          A Grande Enciclopédia Larousse Cultural, p. 3861, esclarece que “a matéria se manifesta de infinitas formas; está associada indissoluvelmente ao movimento e tem a capacidade de autotransformar-se de tal modo que, existindo condições favoráveis, esta autotransformação pode conduzir ao surgimento da vida, dos seres pensantes e dos sistemas socialmente organizados. Assim, sob este ponto de vista, a matéria pode ser classificada em três formas fundamentais: os sistemas da natureza inorgânica, compostos por partículas elementares, átomos e corpos microscópicos; os sistemas biológicos, que englobam desde os microorganismos até o ser humano e os sistemas organizados socialmente.”

          Com o desenvolvimento da Ciência, especialmente da Química e da Física, é desvendado o íntimo dos menores elementos, conceitos novos surgem, foi o que aconteceu em 1905, quando Albert Einstein propôs a Teoria da Relatividade – que vem sendo constantemente comprovada -, demonstrando que “a matéria e a energia são apenas duas manifestações diferentes da mesma realidade física fundamental e que podem converter-se, uma em outra.”

          Energia é definida com a capacidade que possui um corpo, ou um sistema, de produzir trabalho. Esta capacidade de produzir trabalho ainda é uma incógnita para o homem, que somente a conhece por suas propriedades, como por exemplo, energia térmica, cinética, luminosa, mecânica, etc., desconhecendo totalmente o que é a energia mental e está longe de imaginar o que seja a energia divina.

          Segundo Einstein a massa (matéria) e a energia são a mesma coisa, entretanto para a Ciência chegar à conclusão que tudo se origina de uma matéria elementar única, ou de uma energia única, muita pesquisa e um tempo indefinido ainda serão necessários.

          Teria Albert Einstein lido “A Gênese” de Allan Kardec?

          Percebe-se que embora tenha ocorrido um avanço extraordinário da Ciência, o homem está apenas iniciando a caminhada em direção à pequena informação revelada pelos Espíritos que ditaram a Codificação que, por sua vez, pouco, muito pouco, conhecem da Sabedoria Divina.

*Bibliografia:*

1 – KARDEC, Allan. A Gênese. 19. Ed., São Paulo, SP: LAKE, 1999, cap. VI, p.90-92

2 – KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. 60 ed., São Paulo, SP. LAKE, 1999, q. 30

3 – AULETE DIGITAL - Dicionário

*Adelino Alves Chaves Jr.*
Março/2008



https://chat.whatsapp.com/FGJCoEpukNzL3vIBIuSQiBvIBIuSQiB


https://telegram.me/joinchat/DU_SEguXJin9p8rye4Nr8A