Pesquisar este blog

Páginas

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

*Reflexões sobre o Natal*

*Reflexões sobre o Natal*

Por: Valter P. Viana

Ficou convencionado de que o dia 25 de dezembro como sendo a data em que se celebra o nascimento de Jesus. O Natal, a data máxima da Cristandade.

Entendemos que a data, como muitas outras, está permeada de tradições, rituais e simbolismos, dos quais não participa a Doutrina Espírita o que não afasta o nosso dever de, como espíritas, respeitar e reconhecer que, no período natalino permea um clima especial, onde a fraternidade é realçada e os corações ficam menos endurecidos, enfim, o amor está “no ar”.

Observamos, contudo que Jesus anos após anos permanece essencialmente imêmore, pois a nossa prioridade ainda é o corre-corre, as sacolas cheias de presentes, a mesa farta, as bebidas, a ceia, a distribuição de lembranças e o “aniversariante”, infelizmente, mais uma vez fica esquecido, pois não tivemos tempo para refletir sobre o que Ele mais gostaria de “ganhar”.

Como vivemos, ainda, em um mundo de provas e expiações, somos todos imperfeitos e conseqüentemente sujeitos a equívocos e erros e como espíritas temos ciência de que cada um de nós se encontra em determinado ponto na escala evolutiva portanto, não podemos desprezar e/ou condenar ninguém que tenha comportamento diferente do nosso, porém cumpre-nos esclarecer que acreditamos que o Natal não deve estar pautado com o nascimento físico do Mestre Jesus, mas sim com o seu nascimento "espiritual" em nossas almas, de forma que permitamos que Jesus possa nascer efetivamente em nossos corações, pois desta forma aperfeiçoaremos o nosso comportamento, as nossas atitudes, a nossa compreensão e aí sim estaremos celebrando o Natal de uma maneira em que o “aniversariante” com certeza ficará feliz.

Compreendemos que a melhor forma de “homenagear” Jesus é despojar o “homem velho” e fazer eclodir em nós o "homem novo" onde o perdão, os ideais nobres, as obras meritórias, a fraternidade e, principalmente, o amor ao próximo, serão vivenciados todos os dias do nosso calendário e não apenas “lembrados” e por vezes praticados em apenas um dos dias e, com estas atitudes, estaremos também dizendo que a Sua vinda à terra por nós não foi em vão e que, finalmente, entendemos a frase: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida".

Querido(a) companheiro(a) de jornada, aproveite a data e dê, a você próprio, o melhor presente do mundo: pare e “ouça” o Mestre, permita que a presença de Jesus permaneça em você e não se surpreenda se ouvir em seu íntimo uma voz dizendo “Eu estou aqui e feliz, pois você me descobriu”.

Desejamos que o espírito do Natal permaneça em você, o ano inteiro.

https://telegram.me/tudoespirita


https://chat.whatsapp.com/1wfzaOLtgvW5lslEQcRkIV