Pesquisar este blog

Páginas

terça-feira, 22 de setembro de 2015

C B - Aula 14 - Recordacao Das Existencias Anteriores(1) 9

 14  recordação das existencias anteriores

ESQUECIMENTO DO PASSADO

Se Deus julgou, lançar um véu sobre o passado, é que isto deve ser útil

Com freqüência, o Espírito renasce no mesmo meio onde viveu e se encontra em relação com as mesmas pessoas, a fim de reparar o mal que lhes haja feito: Se nelas reconhecesse as que antes odiara , talvez o ódio despertasse; de qualquer modo ver-se-ia humilhado perante aqueles a quem houvesse ofendido. Deu-nos Deus, para nos melhorar-mos, exatamente o que é necessário e suficiente: A VOZ DA CONCIÊNCIA, e as tendências instintivas. Tira-nos aquilo que nos pode prejudicar.

Ao nascer, trazemos o que adquirimos. Cada existência é um novo ponto de partida. 

Se sofre punição, é porque praticou o mal Suas atuais tendências, indicam aquilo que deve ser corrigido.

O esquecimento do passado, é apenas durante a vida corporal. Entretanto, na vida espiritual, ele recobra a lembrança do passado.

Com as palavras "BEM-AVENTURADOS OS AFLITOS, PORQUE SERÃO CONSOLADOS" indica Jesus ao mesmo tempo, a compensação que espera os que sofrem, e a resignação que bendiz o sofrimento como prelúdio da cura. Esses são os Motivos de 
Resignação.

Resulta que de tudo o que se conhece, devemos dar menos importância às coisas materiais, moderar nossos desejos, sem invejar os outros, suportar os reveses, adquirindo assim uma calma e resignação tão úteis à saúde do corpo quanto à saúde da alma, e é o maior preservativo contra a loucura e o suicídio. 

 INSTRUÇÃO DOS ESPÍRITOS - BEM SOFRER E MAL SOFRER - O MAL E O REMÉDIO

Quando Jesus disse: " BEM-AVENTURADOS OS QUE CHORÃO, PORQUE ELES SERÃO CONSOLADOS", não se referiu em geral, aos que sofrem, porque todos aqui sofrem, quer vivam em um palácio, quer numa cabana. Mas, poucos sabem sofrer, poucos compreendem que só as provas bem suportadas conduzem ao reino de Deus. Não ter coragem é uma falta. A prece é um conforto, mas não é tudo. Deve-se apoiar-se numa fé viva na bondade de DEUS

Temos ouvido que um fardo pesado, não é posto em ombros débeis, mas que a carga é proporcionada às forças, assim como a recompensa é proporcional à resignação e à coragem. (LACORDAIRE)

É porventura a Terra um lugar de delicias ou de alegria?

Não disse o Profeta. " haverá choro e ranger de dentes, para os que estiverem neste vale de dores"

Vos que nele estiveres, esperai lágrimas ardentes, e penas amargas. Levantando os olhos para o Céu, bendizei ao Senhor.

Diz Santo Agostinho: "Que remédios poderíamos ministrar aos atacados por doenças graves e cruéis obsessões ? Um só é infalível: a fé, A fé, é o remédio seguro do sofrimento."

CAUSAS ANTERIORES DAS AFLIÇÕES.

Ainda os três amigos-(pequena história)

Lembram-se de Carlos, Orlando e Paulinho?

Se Carlos sofria porque era imperfeito, veremos agoira a história de Orlando e Paulinho.

 Orlando possuía uma deformidade física. Um de seus pés tinha um defeito que o fazia mancar. Sofria muito com isso e tornou-se cheio de complexo por causa disso.

Achava que os colegas riam-se dele, que evitavam-no nas competições esportivas pela sua lentidão, etc. Muito ingratos os colegas, pois Orlando os compensava com um tratamento carinhoso e afetivo. Ignorantes das grandes verdades e ensinamentos cristãos, não sabiam os colegas das desigualdades e diferenças de cada um. Mas em casa os pais e irmãos são gratos companheiros de romagem terrena. Mesmo generoso e amigo, é portador de uma deficiência que o faz sofrer.
Jesus nas bem-aventuranças, diz que os que sofrem serão consolados. Orlando sabe que na presente vida, colhe o que no passado plantou, porque tudo se paga, e Jesus disse: " não sairás daqui, até pagares o último sentil"

Antes quando voltou a espiritualidade o nosso Orlando, viu claro e sentiu a necessidade de progredir espiritualmente. Mas para tanto, teria que voltar a encarnar no plano físico, com uma deficiência orgânica, que o faria pagar uma grave falta do passado.

 Teve bom animo, orou e pediu aos protetores ajuda necessária . foi atendido e renasceu com o defeito no pé Embora resignado e paciente, verdadeiramente é um bem- aventurado , porque pagando a sua divida do passado, será feliz no futuro. 

E Paulinho, que história nos conta?

Ah! Paulinho é um espírito muito endurecido. Na espiritualidade, não há esquecimento do passado. Então este espírito viu que seus débitos eram grandes e não encontrava em si mesmo, coragem para encarnar entre meio a criaturas que ele muito havia prejudicado no Passado.

Deu-se então que a assembléia de Deus, sob as orientações de Jesus , o Mestre, movimentou-se a seu favor. Decidiram que Paulinho (nome que viria a ser o seu) na nova vida na Terra, teria uma reencarnação imposta . Para o seu próprio adiantamento espiritual é claro.

O livre- arbítrio é um Dom que Deus nos oferece. Porem, quando o espírito é muito endurecido e abusa dessa liberdade, fica temporariamente sem esse Dom, dependendo ai da assistência dos bons espíritos, até que se arrependa e de os primeiros passos a sua regeneração própria. Porque Deus o nosso Pai, quer o progresso de todos os filhos.

Paulinho que em existência passada havia sido belicoso militar, que dirigira muitas campanhas de guerras, com arrogância e cheio de vícios e paixões, reencarnava-se entre aqueles que prejudicou.

Seu caráter é deficiente, seu organismo é fraco e por expiação sofre um retardamento mental, que o impede de acompanhar o aprendizado escolar com a desenvoltura necessária.

Mesmo assim, tem como amigos na Terra, Carlos e Orlando que são como irmãos bem amados.

 Alem disso, há vovó Julinha que reúne os netinhos e mais as crianças do prédio para contar Parábolas e histórias de Jesus e falar sobre a felicidade de ser bom.

 A FELICIDADE NÃO É DESTE MUNDO

Diz alguém: Não sou feliz! A felicidade não se fez para mim! Exclama em geral o homem de todas as condições sociais. A máxima de eclesiastes diz: 
"A felicidade não é deste mundo"

Realmente: nem a fortuna, nem o poder, nem mesmo a florida juventude, são condições essenciais para a felicidade, direi mais: nem mesmo a reunião dessas três condições tão invejadas. Pôr mais que se faça, cada um tem o seu quinhão de misérias, seus desenganos e trabalhos e sofrimentos. Daí deduzirmos que a Terra é lugar de Provas e Expiações.

Mas a Terra, não está destinada a ser sempre uma penitenciaria. 

Pelos progressos realizados, podeis deduzir os progressos futuros. Mas para tanto, é preciso que cada um se despoje energicamente do "HOMEM VELHO" Que os corações aspirem para o futuro um mundo em que a felicidade deixe de ser uma palavra vã. (François N. Madeleine)

Sobre a felicidade, Rodrigues de Abreu diz no livro " Cânticos do Além" Pisicografado por Dolores Bacelar

PERDA DE PESSOAS AMADAS - MORTES PREMATURAS

Quando a morte vem segar em vossas famílias, levando jovens em lugar de velhos, dizeis:" Deus não é justo, pois sacrifica, cheios de vida para conservar os que já viveram.

Homens! porque medis a justiça Divina pelo padrão da vossa? Muitas vezes o bem está onde supondes ver o mal. Aquele jovem atendeu a lei de Justiça (causa e efeito) e partiu na época prevista desde a espiritualidade e o velho, teria que cumprir sua missão ou provação, também com a mesma justiça. É a mesma coisa com a morte das crianças, Tudo tem seu motivo, e uma explicação justa.

Mães, sabeis que vossos filhos muito queridos estão juntos de vós, sim, muito juntos; que seus corpos fluídicos vos rodeiam, seus pensamentos vos protegem, Mas vossos pesares infundados os afligem. (SANSON)

 UM HOMEM DE BEM TERIA MORRIDO

Muitas vezes, falando de um malvado que escapa de um perigo dizeis: " Se fosse um homem de bem, teria morrido". Ignorando as leis Divinas, dizei uma blasfêmia. 
Enganai-vos porque aquele que parte, já concluiu sua tarefa, e o que ficou, pode não ter começado a sua. Devemos habituar-nos a não censurar aquilo que não compreendemos. (FÉNELON)

 TORMENTOS VOLUNTÁRIOS

Corre os homens em busca da felicidade. Esta lhe escapa. Porque a felicidade perfeita, não existe na Terra. Busca-a entretanto nas coisas perecíveis, nos gozos materiais, em vez de busca-la nos prazeres da alma.

A MELANCOLIA

Sabeis porque uma vaga tristeza, as vezes se apodera de vossos corações? E vos leva a considerar tão amarga a vida?

É o vosso espírito que aspira a felicidade e a liberdade e ligado ao corpo que lhe serve de prisão, em vão se esforça para dele sair.

Vendo inúteis seus esforços, cai no desalento e, com isso influi, apoderando-se de vós a melancolia o abatimento e uma espécie de apatia.
Deveis resistir com bom animo, e com energia Esperai com paciência o anjo da liberdade. Pensai que durante a vossa estadia na Terra , tendes a cumprir uma missão que ignorais. (FRANÇOIS DE GENEVE)