Pesquisar este blog

Páginas

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Estudo sobre o passe 1

Estudo sobre o passe 1

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

            CAMPO EXPERIMENTAL DE BRASÍLIA

Estudo sobre o passe: o passe nas reuniões mediúnicas

                      Marta Antunes Moura

Obreiros do Senhor*
Aproxima-se o tempo em que se cumprirão as coisas anunciadas para a transformação da Humanidade. Ditosos serão os que houverem trabalhado no campo do Senhor, com desinteresse e sem outro móvel, senão a caridade! Seus dias de trabalho serão pagos pelo cêntuplo do que tiverem esperados. Ditosos os que hajam dito a seus irmãos: Trabalhemos juntos e unamos os nossos esforços, a fim de que o Senhor, ao chegar, encontre acabada a obra, porquanto o Senhor lhes dirá: Vinde a mim, vós que sois bons servidores, vós que soubestes impor silêncio aos vossos ciúmes e às vossas discórdias, a fim de que daí não viesse dano para a obra! Mas, ai daqueles que, por efeito das suas dissensões, houverem retardado a hora da colheita, pois a tempestade virá e eles serão levados no turbilhão! Clamarão: Graça! graça! O Senhor, porém, lhes dirá: Como implorais graças, vós que não tivestes piedade dos vossos irmãos e que vos negastes a estender-lhes as mãos, que esmagastes o fraco, em vez de o amparardes? Como suplicais graças, vós que buscastes a vossa recompensa nos gozos da Terra e na satisfação do vosso orgulho? Já recebestes a vossa recompensa, tal qual a quisestes. Nada mais vos cabe pedir; as recompensas celestes são para os que não tenham buscado as recompensas da Terra.
Deus procede, neste momento, ao censo dos seus servidores fiéis e já marcou com o dedo aqueles cujo devotamento é apenas aparente, a fim de que não usurpem o salário dos servidores animosos, pois aos que não recuarem diante de suas tarefas é que ele vai confiar os postos mais difíceis na grande obra da regeneração pelo Espiritismo. Cumprir-se-ão estas palavras: Os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros no reino dos céus.   O Espírito de Verdade.
________________________
* KARDEC, Allan. O Evangelho segundo o Espíritismo. Tradução de Guillon Ribeiro. 121 ed. Rio de Janeiro: FEB, 2003. Cap. XX, item 5, p. 315.
     FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA
            CAMPO EXPERIMENTAL DE BRASÍLIA

                         1. O PASSE E O CONCEITO DE CURA

O conceito de passe sempre esteve, por tradição,  relacionado ao de cura: Cura obtida por meio da transmissão de energias fluídicas (magnético-espirituais) à pessoa doente. Entretanto, os vocábulos saúde, doença e cura devem ser corretamente entendidos. A Organização Mundial da Saúde considera que  saúde não é, necessariamente, ausência de doença, mas o estado de  completo bem-estar físico, mental e social. Concluímos, desta forma, que poucas são as pessoas que têm saúde no nosso planeta. A Doutrina Espírita, por outro lado, ensina que toda doença tem origem no espírito porque a ação moral desequilibrada do indivíduo afeta o seu perispírito. Como o perispírito do encarnado está intimamente ligado ao seu corpo físico, o  desajuste vibratório de um afeta o outro, produzindo, em conseqüência, as doenças.
Para o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, a palavra passe significa, entre outros conceitos, ato de passar as mãos repetidas vezes por diante ou por cima de pessoa que se pretende magnetizar ou curar pela força mediúnica. (20) O Dicionário de Parapsicologia, Metapsíquica e Espiritismo, de João Teixeira de Paula, conceitua passes como sendo movimentos com as mãos, feitos pelos médiuns passistas, nos indivíduos com desequilíbrios psicossomáticos ou apenas desejosos de uma ação fluídica benéfica. (...) Os passes espíritas são uma imitação dos passes hipnomagnéticos, com a única diferença de contarem com a assistência, invocada e sabida, dos protetores espirituais. (22) Fica evidente, nesses dois conceitos, que passe é uma transmissão fluídica  de natureza magnética,  aplicado com o auxílio das mãos e com a finalidade de curar ou aliviar desarmonias físicas e psíquicas.
É importante considerar, porém, que o  Espiritismo nos oferece uma visão  bem mais abrangente do assunto:
Passe é uma transmissão conjunta, ou mista, de fluidos magnéticos – provenientes do encarnado –  e de fluidos espirituais – oriundos dos benfeitores espirituais, não devendo ser considerada uma simples transmissão de energia animal (magnetização).8
A aplicação do passe tem como finalidade sanar desarmonias físicas e psíquicas, substituindo os fluidos deletérios por fluidos benéficos; equilibrar o funcionamento de células e tecidos lesados; promover a harmonização do funcionamento de estruturas  neurológicas que garantem o estado de lucidez mental e intelectual do indivíduo.8
O passe é, usualmente, transmitido pelas mãos, mas também pode ser feito pelo olhar, pelo sopro ou, à distância, por intermédio das irradiações mentais.8
A transmissão e a recepção do passe guarda relação com o poder da vontade de quem doa as energias benéficas e de quem as recebe.8 
A cura verdadeira das doenças está relacionada ao processo de reajuste do Espírito, sendo o passe apenas um instrumento de auxílio.8 
Para evitar recidivas de doenças ou perturbações, é necessário que a pessoa defina e siga uma programação de melhoria moral e de esclarecimento espiritual.8
Allan Kardec esclarece que a“cura se opera mediante a substituição de uma molécula  malsã por uma molécula sã. O poder curativo estará, pois, na razão direta da pureza da substância inoculada; mas, depende também da energia da vontade que, quanto maior for, tanto mais abundante emissão fluídica provocará e tanto maior força de penetração dará ao fluido.”(5)8
Percebemos, portanto, que a noção de passe, à luz do entendimento espírita, não está restrita ao conceito de cura. Os conceitos básicos que os  orientadores espirituais nos  ensinam sobre o passe são os seguintes:
 O “fluido universal é o elemento primitivo do corpo carnal e do perispírito, os quais são simples transformações dele. Pela identidade da sua natureza, esse fluido, condensado no perispírito, pode fornecer princípios reparadores ao corpo (...).” (4)å
 “Assim como a transfusão de sangue representa uma renovação das forças físicas, o passe é uma transfusão de energias psíquicas, com a diferença de que os recursos orgânicos são retirados de um reservatório limitado, e os elementos psíquicos o são do reservatório ilimitado das forças espirituais.” (24)å
 O “passe é a transmissão de energias fisio-psíquicas, operação de boa vontade (...) (29)å
 “O passe não é unicamente transfusão de energias anímicas. É o equilibrante ideal da mente, apoio eficaz de todos os tratamentos.” (33)å
A restauração do equilíbrio físico,  pelo passe, é conhecida desde a Antigüidade. Se fizermos uma pesquisa apenas na Bíblia, vamos encontrar inúmeros relatos de transmissão fluídica associada à cura. Os exemplos que se seguem, colhidos ao acaso, no Velho e Novo Testamentos, nos fornecem uma significativa amostragem sobre o assunto:
o Cura da lepra (ou hanseníase) por água magnetizada:Então Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será restaurada, e ficarás limpo. Naamã, porém, muito se indignou, e se foi, dizendo: Pensava eu que ele sairia a ter comigo, por-se-ia de pé, invocaria o nome do Senhor seu Deus, moveria a mão sobre o lugar da lepra, e restauraria o leproso. (II Reis,5:10-11);
o Lucidez mental obtida pela imposição de mãos: Josué, filho de Num estava cheio do espírito de sabedoria, porquanto Moisés havia posto sobre ele suas mãos: assim os filhos de Israel lhe deram ouvidos, e fizeram como o Senhor ordenara a Moisés. (Deuteronômio, 34:9-12).
o Cura de doença por imposição de mãos: Ao descer da montanha, seguiam-no multidões numerosas, quando de repente um leproso se aproximou  e se prostrou diante dele, dizendo: Senhor, se queres, tens poder para purificar-me.  E Jesus, estendendo a mão , tocou-lhe dizendo: Quero, fica limpo! E imediatamente ele ficou limpo de sua lepra (Mateus, 8:1-3).
o Cura de cegueira física e espiritual: Ananias partiu. Entrou na casa, impôs as mãos sobre ele  e, disse: Saulo, meu irmão, o Senhor me enviou, Jesus, o mesmo que te apareceu no caminho por onde vinhas. É para que recuperes a vista e fiques repleto do Espírito Santo (Atos, IX:17).

o Cura a distância: Não estava longe da casa, quando um centurião mandou alguns amigos lhe dizerem: - Senhor, não te incomodes, porque não sou digno de que entres na minha casa;nem mesmo me achei digno de ir ao teu encontro. Dize, porém, uma  palavra, para que meu criado seja curado. Pois também estou sob uma autoridade, e tenho soldados sob às minhas ordens; e a um digo vai! E ele vai;  e a outro vem! E ele vem; e a meu servo faze isto! E ele faz. Ao ouvir tais palavras, Jesus ficou admirado e, voltando-se para a multidão que o seguia, disse: - Eu vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé. E, ao voltarem para casa, os enviados encontraram o servo em perfeita saúde (Lucas, 7:6-10).