Pesquisar este blog

Páginas

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

nl04_02_A Palestra do Instrutor

nl04_02_A Palestra do Instrutor

 CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
Sala Virtual de Estudos Nosso Lar 
Estudos destinados às obras de André Luiz 

Livro em estudo: Libertação
Tema: A palestra do Instrutor
Referência: Capítulo II

Resumo do Capítulo

   Ao nos retirarmos do educandário, o Instrutor Gúbio acentuou:
- Para muitas criaturas é difícil compreender a arregimentação inteligente dos espíritos perversos... Se ainda nos situamos distantes da santidade, não obstante os própósitos superiores que já nos orientam, que dizer dos irmãos infelizes que se deixaram prender sem resistência, às teias da ignorância e da malade??... Enleados em forças de baixo padrão vibratório, não aprenderam a beleza da vida superior...

... Organizam assim, verdadeiras cidades, em que refugiam falanges compactas de almas que fogem, envergonhadas de si mesmas, ante quaisquer manifestações da Divina Luz. Filhos da revolta e da treva, aí se aglomeram, buscando preservar-se e escorando-se, aos milhares, uns aos outros..

... A alma caída em vibrações desarmônicas, pelo abuso da liberdade que lhe foi confiada, precisa tecer os fios do reajuste próprio e milhões de irmãos nossos se recusam a semelhante esforço...

... Inabilitados para  a jornada imediata, rumo ao Céu, em virtude das paixões devastadoras que os magnetizam, arrebanham-se de conformidade com as tendências inferiores em que se afinam, na Crosta Terrestre, de cujas emanações  e vidas inferiores ainda se nutrem , qual ocorre aos próprios homens encarnados...

... O objetivo  essencial de tais exércitos sombrios é a conservação do primitivismo mental da criatura humana, a fim de que o Planeta permaneça, tanto quanto possível sob seu jugo tirânico.

... Com que fim - pergunta AL - essas legiões retardadas se mancomunam, além da morte, se despidas da vestimenta grosseira da carne devem saber, mais que nunca, que se empenham em combates inúteis? Não se cercam presentemente de mais sublimes revelações da Natureza? Por que se aglomeram, assim, através de ajuntamentos desprezíveis e diabólicos?
Fácil entender-se a jornada evolutiva do homem, depois do sepulcro, mas o estacionamento deliberado, na crueldade e no ódio, além da morte, dá pra confundir a mente de qualqer um...

... É quase incrível tanta ignorãncia, além do corpo que nos conserva em ilusão.. a sepultura abre-nos a todos um caminho novo..

... Notemos - diz o Instrutor - que nós mesmos desencarnados, nos movemos  num campo de matéria  que se caracteriza por densidade específica, embora rarefeita, quando confrontada com as antigas formas físicas, e nossa mente, em qualquer parte da Crosta ou aqui onde nos achamos é um centro pesíquico de atração e repulsão...

... Dirija  um homem a sua vontade para a idéia de doença e a moléstia lhe responderá ao apelo, com todas as caracteristicas dos moldes estruturados pelo pensamento enfermiço porque a sugestão mental positiva determina a sintonia e receptividade da região orgânica, em conexão com o impulso havido, e as entidades microbianas que vivem e se repeoduzem no campo mental dos milhoes de pessoas que a entretem, acorrerão em massa, absorvidas pelas células que as atraem...

... Nossas mentes são colocadas entre forças inferiores e superiores com objetivos de aperfeiçoamento... O espírito encarnado sofre a influência inferior, através das regiões do sexo e do estômago e recebe estímulos  superiores, ainda mesmo em procedentes de almas não sublimadas, através do cérebro e do coração...

... Quando a criatura busca manejar a própria vontade, escolhe a companhia  que prefere e lança-se ao caminho que deseja...

... Entenderam agora como é compreensivel  a opção  de certos  espíritos pela escura casa do crime depois do túmulo?....

                          QUESTÕES PROPOSTAS PARA ESTUDO

 1 - De acordo com as ilustrções acerca do Umbral, podemos dizer que então a Terra é uma cópia dele?? A diferença é que aqui estão os que não se revoltam mais quanto a Lei ?

2 -  " ... O objetivo  essencial de tais exércitos sombrios é a conservação do primitivismo mental da criatura humana, a fim de que o Planeta permaneça, tanto quanto possível sob seu jugo tirânico." Sendo assim, como nos proteger e até afastar estas entidades de perto de nós? 

3 - " Por que se aglomeram, assim, através de ajuntamentos desprezíveis e diabólicos? 

Fácil entender-se a jornada evolutiva do homem, depois do sepulcro, mas o estacionamento deliberado, na crueldade e no ódio, além da morte, dá pra confundir a mente de qualqer um..."

André Luiz faz esta pergunta ao Instrutor Gúbio, que deixa mais ou menos no ar a resposta... ele a dá, mas prefere que AL tire suas próprias conclusões a respeito. Quais as suas a respeito??

4 - " ... Nossas mentes são colocadas entre forças inferiores e superiores com objetivos de aperfeiçoamento... O espírito encarnado sofre a influência inferior, através das regiões do sexo e do estômago e recebe estímulos  superiores, ainda mesmo em procedentes de almas não sublimadas, através do cérebro e do coração..."

Podemos então entender que todos ao reencarnarem vem com "meio-a-meio" pra cá??

Ou alguns espíritos vem com tendências mais inferiores ou superiores que outros?

5 - " ... Quando a criatura busca manejar a própria vontade, escolhe a companhia  que prefere e lança-se ao caminho que deseja... 
... Entenderam agora como é compreensivel  a opção  de certos  espíritos pela escura casa do crime depois do túmulo?...."

Podemos entender então que no Umbral, temos o livre arbitrio de permanecer ou não lá ou ficamos presos lá de acordo com nosso livre arbitrio mau usado aqui?

Conclusão do estudo

Prosseguindo seu trabalho no mundo espiritual, André Luiz está iniciando  uma
nova tarefa, preparando-se para visitar as regiões habitadas por espíritos ainda muito atrasados, que se organizam numa verdadeira sociedade.

        Surpreso com o fato desses espíritos se reunirem sob uma organização em que há, até, uma hierarquia constituída, após ouvir a palestra de um espírito  de  elevada evolução - o Ministro Flácus - André Luiz e seu companheiro Elói participam  de  uma elucidativa conversa com o Instrutor Gúbio.

        O tema abordado pelo Instrutor  foram  essas  organizações  constituídas  em regiões densas do plano espiritual e voltadas à prática do mal.  O  Autor  mostrou-se surpreso com a existência desse tipo de sociedade, que desconhecia, tendo-llhe sido explicado pelo benfeitor Gúbio as causas dessa arregimentação das forças do mal, mostrando-lhe que se constituem no real "inferno", alegoria criada pelo homem.
                      
                          QUESTÕES PROPOSTAS PARA ESTUDO

1 - De acordo com as ilustrções acerca do Umbral, podemos dizer que então a  Terra é uma cópia dele? A diferença é que aqui estão os que não se revoltam mais  quanto a Lei ?

A Terra é uma cópia  do  mundo  espiritual,  não  só  com  relação  às  questões
espirituais como também com relação às coisas materiais. Tudo o que temos aqui em termos espirituais, como a dor, o sofrimento  e  a  felicidade  relativa,  vamos encontrar também no mundo espiritual. Da mesma forma quanto aos bens materiais. Tudo o que temos aqui - e até muito mais - existe no plano espiritual, claro que em outra dimensão.

     O Umbral, por sua vez, nada mais é do que uma região onde se reúnem espíritos  sofredores, ainda pouco moralizados, que se atraem pela lei de sintonia. Como vibram na mesma faixa, estão sempre reunidos em algum lugar do espaço. 

     Se considerarmos que a Terra é um dos planetas mais atrasados  do  Universo, de acordo com o que os Espíritos disseram a Allan Kardec e que, em conseqüência, nela reencarnam espíritos igualmente atrasados em sua evolução, podemos concluir que a grande maioria desse Planeta é constituída de espíritos sofredores, ainda pouco evoluídos no aspecto intelectual e, principalmente, moral. Considerando esse  fato,  podemos dizer que a Terra é um  verdadeiro  "umbral  de  encarnados".  Aliás,  de desencarnados também, pois muitos sequer a deixam após a desencarnação, tão presos se encontram às questões materiais. 

2 -  "...O objetivo  essencial de tais exércitos sombrios é a conservação do primitivismo mental da criatura humana, a fim de que o Planeta permaneça, tanto quanto possível sob seu jugo tirânico." Sendo assim, como nos proteger e até afastar estas entidades de perto de nós? 

Evidentemente, não lhes permitindo a sintonia.  E  isso  conseguiremos  com  o
cumprimento da Lei de Deus, que Jesus veio nos ensinar e sobre as quais o Espiritismo lançou novas luzes. 

3 - " Por que se aglomeram, assim, através de ajuntamentos desprezíveis e diabólicos? 

Fácil  entender-se  a  jornada  evolutiva  do  homem,  depois  do  sepulcro,  mas  o estacionamento deliberado, na crueldade e no ódio, além da morte, dá pra confundir a mente de qualqer um..." .

André Luiz faz esta pergunta ao Instrutor Gúbio, que deixa mais  ou  menos  no  ar  a resposta... Ele a dá, mas prefere que  André  Luiz  tire  suas próprias  conclusões  a respeito. Quais as suas a respeito?

    A Doutrina Espírita nos ensina que permanecemos os mesmos após a desencarnação. A bagagem com que aportaremos no plano espiritual são as nossas conquistas morais e intelectuais. Dessa forma, espíritos atrasados,  ainda  perseverantes  no  mal,  assim continuarão no plano espiritual, pelo menos por algum tempo, pois a natureza  não  dá saltos. Os espíritos a que se refere André Luiz deixaram o corpo físico  em  situação  evolutiva ainda muito atrasada. Enquanto não tiverem um despertamento que os conduza à sua transformação moral, permanecerão estacionados na crueldade e no ódio.

4 - "...Nossas mentes são colocadas entre forças inferiores e superiores com objetivos de aperfeiçoamento... O espírito encarnado sofre a influência inferior, através das regiões do sexo e do estômago e recebe estímulos  superiores, ainda mesmo em procedentes de almas não sublimadas, através do cérebro e do coração..."

Podemos então entender que todos ao reencarnarem vem com "meio-a-meio" pra cá?

Ou alguns espíritos vem com tendências mais inferiores ou superiores que outros?

    Da mesma forma que ao desencarnar o espírito permanece o mesmo, ao reencarnar também continua da mesma maneira que se encontrava no plano espiritual. Embora sejam dois momentos de grande perturbação para o espírito, o seu nível evolutivo não se altera em função da desencarnação nem da reencarnação. Chegamos ao mundo da carne com a nossa bagagem intelectual  e  moral  acumuladas  ao  longo  da  nossa existência, de muitas encarnações. É claro que uns vem com tendências superiores, outros, inferiores, dependendo, cada caso, do estágio evolutivo em que se encontre  o espírito.

5 - " ... Quando a criatura busca manejar a própria vontade, escolhe a companhia que prefere e lança-se ao caminho que deseja... Entenderam agora como é compreensivel  a opção de certos espíritos pela escura casa do crime depois do túmulo?...."

Podemos entender então que no Umbral, temos o livre arbitrio de permanecer ou não lá ou ficamos presos lá de acordo com nosso livre arbitrio mau usado aqui?

    O espírito é portador de seu livre-arbítrio sempre, quer se encontre no  plano  da matéria, quer fora dela, no Umbral ou em regiões mais elevadas. A desencarnação não o despoja de seu livre-arbítrio. Assim, a permanência ou não do espírito no Umbral  é uma questão de sintonia vibratória, que somente a sua consciência  pode  modificar, através do despertamento para a necessidade da sua transformação moral. Ou seja, é preciso que o próprio espírito queira, sinceramente, pois no plano espiritual não há como disfarçar os sentimentos, sair do Umbral, reformando-se intimamente.  Nesse sentido, o próprio André Luiz nos dá um exemplo disso no livro "Nosso Lar", em que relata sua permanência  durante aproximadamente oito anos nas regiões umbralinas, em dor e sofrimento, até que, usando seu livre-arbítrio, decidiu-se pela prece em busca do socorro do Alto. 

Muita paz a todos.


Equipe Nosso Lar
CVDEE