Pesquisar este blog

Páginas

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Cristo e Vida

CRISTO E VIDA

Meu amigo. Compreendendo a importância do Evangelho na seara espírita, você pergunta:
- Já que os amigos espirituais não acreditam na salvação pela fé e sim pelas obras, sem as quais a fé se revestiria de quase nenhum valor, diga-nos, Irmão X, sem muitas palavras, que significa a influência de Jesus no mundo? 
Antes de tudo, queremos afirmar que o Cristo de Deus, sob qualquer ângulo em que seja visto, é e será sempre o Excelso Modelo da Humanidade. Mas, a pouco e pouco, o homem compreenderá que, se precisamos de Jesus sentido e crido, não podemos dispensar Jesus compreendido e aplicado. E já que você nos pede uma síntese, dar-lheei uma série de vinte definições do Senhor na experiência terrestre, por nós recolhidas em aula rápida de um instrutor da Espiritualidade Maior. 

Cristo na Existência: Caridade.
Cristo no Lar: Harmonia. 
Cristo no Templo: Discernimento.
Cristo na Escola: Educação.
Cristo na Palavra: Brandura.
Cristo na Justiça: Misericórdia.
Cristo na Inteligência: Proveito.
Cristo no Estudo: Orientação.
Cristo no Sexo: Responsabilidade.
Cristo no Trabalho: Eficiência.
Cristo na Profissão: Idoneidade. 
Cristo na Alegria: Continência.
Cristo na Dor: Resignação.  
Cristo nas Relações: Solidariedade.
Cristo na Obrigação: Diligência.
Cristo no Cansaço: Refazimento.
Cristo no Repouso: Disciplina. 
Cristo no Compromisso: Lealdade. 
Cristo no Tempo: Serviço.
Cristo na Morte: Vida Eterna.
Aqui estão resultados da presença de Jesus em apenas alguns aspectos de nossos movimentos na Terra.

Você, contudo, provavelmente voltará à carga, indagando se nós, os espíritas desencarnados e encarnados, já atingimos semelhantes equações, e antecipo a resposta, informando a você que Jesus em nossa fraqueza é luz de esperança e, por isso mesmo, confiantes nele  o Mestre e Senhor -, estamos certos de que, um dia, nós todos faremos do evangelho o que devemos fazer. 

(Obra: Estante da Vida - Chico Xavier/Irmão X)

******

Jesus auxiliou cada companheiro no caminho a ter mais  fé, a amar os seus semelhantes , ensinou os companheiros a se
entre-ajudarem, de modo que nós vimos Jesus sempre preocupado com o homem, com a alma.

(Chico Xavier)