Pesquisar este blog

Páginas

domingo, 13 de setembro de 2015

Corrigenda e nós

Corrigenda e Reencarnação
Livro: Coisas deste Mundo  Cornélio Pires & Francisco Cândido Xavier

Morreu o agrônomo Prates.  Trocou profissão por nota.  Agora, em outra existência.  Zela animais na grota.   José, retendo dinheiro,  Largou o filho a matroca...  Morreu e voltou... Mas hoje,  Só ganha em vender pipoca.   Foi-se João, sábio isolado,  A quem ninguém teve acesso.  Hoje, nasceu entre índios  Para ajudar o progresso.   Morreu Léo Cintra, o escritor.  Era uma pena cruel.  Noutro corpo é servidor  Em fábrica de papel.   O médico João Limundo  Largou diploma e dever.  Renascido, tem doença  Que ninguém sabe entender.   Abençoa o sofrimento  A que a Terra te destina...  A dor da reencarnação  É benção da luz divina.