Pesquisar este blog

Páginas

sábado, 12 de setembro de 2015

( Espiritismo) - 5ª Parte As Obras Básicas do Espiritismo

(Espiritismo) - 5ª Parte 

As Obras Básicas do Espiritismo

Apresentamos nesta edição o 5º tema do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita, que está sendo aqui apresentado semanalmente, de acordo com programa elaborado pela Federação Espírita Brasileira, estruturado em seis módulos e 147 temas.

Se o leitor utilizar este programa para estudo em grupo, sugerimos que as questões propostas sejam debatidas livremente antes da leitura do texto que a elas se segue. Se destinado somente a uso por parte do leitor, pedimos que o interessado tente inicialmente responder às questões e só depois leia o texto referido. As respostas correspondentes às questões apresentadas encontram-se no final da lição.

Questões para debate

1. Quais são as dez principais obras escritas por Allan Kardec, pela ordem cronológica de sua publicação?

2. O livro intitulado "Obras Póstumas" foi escrito por Kardec antes ou depois de seu falecimento?

3. Que contém "O Livro dos Espíritos"?

4. Que contém "O Evangelho segundo o Espiritismo"?

5. Como se chama o livro no qual Kardec analisa os milagres e as predições relatadas no Evangelho?

Texto para leitura

1. As obras básicas da Codificação Kardequiana são as seguintes, por ordem cronológica de publicação: "O Livro dos Espíritos", lançado em Paris (França) em 18 de abril de 1857; "O Livro dos Médiuns", publicado em janeiro de 1861; "O Evangelho segundo o Espiritismo", lançado em abril de 1864; "O Céu e o Inferno ou a Justiça Divina segundo o Espiritismo", publicado em agosto de 1865; e "A Gênese, os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo", lançada em janeiro de 1868. As datas mencionadas referem-se, obviamente, à primeira edição de cada livro.

2. Além das obras citadas - que formam o chamado Pentateuco Kardequiano - Kardec escreveu outras obras, consideradas introdutórias ou complementares, a saber: "Instruções Práticas sobre as Manifestações Espíritas" (1858); "O que é o Espiritismo" (1859); "Viagem Espírita em 1862" (1862) e "O Espiritismo em sua mais Simples Expressão" (1862).

3. Bem depois de seu falecimento, seus amigos reuniram artigos e anotações esparsas deixadas pelo codificador, do que resultou o interessante livro intitulado "Obras Póstumas", publicado em 1890.

4. O conteúdo das obras básicas expõe e consolida os princípios e os elementos constitutivos da Doutrina Espírita, segundo o ensino dado pelos Espíritos superiores e codificado por Allan Kardec.

5. O primeiro dos cinco livros que compõem o Pentateuco, "O Livro dos Espíritos", contém os "Princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade - segundo os ensinos dados por Espíritos superiores com o concurso de diversos médiuns - recebidos e coordenados por Allan Kardec".

6. "O Livro dos Espíritos" contém, ainda, uma Introdução e uma Conclusão e está  dividido em quatro partes, também chamados livros. A Primeira parte trata das causas primárias e possui quatro capítulos: Deus, elementos gerais do Universo, criação e princípio vital. A Segunda trata do mundo espírita ou mundo dos Espíritos em onze capítulos: Espíritos, encarnação, volta do Espírito, após a morte, ao mundo espiritual, pluralidade das existências, vida espírita, volta do Espírito à vida corporal, emancipação da alma, intervenção dos Espíritos no mundo corporal, ocupações e missões dos Espíritos e os três reinos da Natureza. A Terceira trata das leis morais em doze capítulos: lei divina ou natural, adoração, trabalho, reprodução, conservação, destruição, sociedade, progresso, igualdade, liberdade, justiça, amor e caridade, perfeição moral. A Quarta trata das esperanças e consolações em dois capítulos: penas e gozos terrenos, penas e gozos futuros.

7. O segundo livro do Pentateuco, "O Livro dos Médiuns", que apresenta no seu frontispício o subtítulo "Guia dos Médiuns e dos Evocadores", contém o "Ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o mundo invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os tropeços que se podem encontrar na prática do Espiritismo". Kardec diz que este livro constitui a seqüência d' O Livro dos Espíritos.

8. "O Livro dos Médiuns" está  dividido em duas partes. A Primeira trata das noções preliminares e contém quatro capítulos: existência dos Espíritos, o maravilhoso e o sobrenatural, método e sistemas. A Segunda trata das manifestações espíritas em trinta e dois capítulos: ação dos Espíritos sobre a matéria, manifestações físicas, manifestações inteligentes, manifestações visuais, bicorporeidade, transfiguração, laboratório do mundo invisível, lugares assombrados, natureza das comunicações, sematologia, tiptologia, pneumatografia, psicografia, médiuns, formação dos médiuns, inconvenientes e perigos da mediunidade, papel do médium nas comunicações espíritas, influência moral do médium, influência do meio, mediunidade nos animais, obsessão, identidade dos Espíritos, evocações, perguntas que se podem fazer aos Espíritos, contradições e mistificações, charlatanismo e prestidigitação, reuniões e sociedades espíritas, regulamento da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, dissertações espíritas e vocabulário espírita.

9. O terceiro livro, "O Evangelho segundo o Espiritismo", contém "A explicação das máximas morais do Cristo em concordância com o Espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida".

10. Dividido em 28 capítulos, além da Introdução, o livro examina detalhadamente o ensino moral contido nos Evangelhos, que é comentado por Kardec e por diversos instrutores do Plano Espiritual, por meio de comunicações devidamente assinadas. Conforme é assinalado pelo codificador na Introdução, esta obra não se preocupa com os atos comuns da vida de Jesus, nem com seus milagres e predições, que são objeto da última obra do Pentateuco Kardequiano.

11. O quarto livro, "O Céu e o Inferno ou a Justiça Divina segundo o Espiritismo", contém o "Exame comparado das doutrinas acerca da passagem da vida corporal à vida espiritual, das penalidades e recompensas futuras, dos anjos e demônios e das penas eternas, etc., seguido de numerosos exemplos acerca da situação real da alma durante a morte e depois dela".

12. Este livro é dividido em duas partes. A Primeira trata da doutrina e contém onze capítulos: o porvir e o nada, temor da morte, céu, inferno, purgatório, doutrina das penas eternas, as penas futuras segundo o Espiritismo, anjos, demônios, intervenção dos demônios nas manifestações e proibição de evocação dos mortos. A Segunda parte enumera exemplos sobre o passamento e a situação dos Espíritos após a morte, em oito capítulos: passamento, Espíritos felizes, Espíritos em condições medianas, sofredores, suicidas, criminosos arrependidos, endurecidos e expiações terrestres.

13. O quinto livro do Pentateuco Kardequiano, "A Gênese, os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo", contém uma Introdução e três Partes. A Primeira trata da Gênese e é formada por doze capítulos: caráter da revelação espírita, Deus, o bem e o mal, papel da ciência na Gênese, antigos e modernos sistemas do mundo, uranografia geral, esboço geológico da Terra, teorias sobre a formação da Terra, revolução do globo, Gênese orgânica, Gênese espiritual, Gênese mosaica. A Segunda trata dos milagres e possui três capítulos: caracteres dos milagres, os fluidos, os milagres no Evangelho. A Terceira cuida das predições e é constituída também por três capítulos: teoria da presciência, predições do Evangelho, os tempos são chegados.

Respostas às questões propostas

1. Quais são as dez principais obras escritas por Allan Kardec, pela ordem cronológica de sua publicação? R.: As principais obras de Kardec, por ordem cronológica de publicação, são "O Livro dos Espíritos", lançado em Paris (França) em 18 de abril de 1857; "O Livro dos Médiuns", publicado em janeiro de 1861; "O Evangelho segundo o Espiritismo", lançado em abril de 1864; "O Céu e o Inferno ou a Justiça Divina segundo o Espiritismo", publicado em agosto de 1865; e "A Gênese, os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo", lançada em janeiro de 1868. Além dessas obras, que formam o chamado Pentateuco Kardequiano, Kardec escreveu outras obras consideradas introdutórias ou complementares, a saber: "Instruções Práticas sobre as Manifestações Espíritas" (1858); "O que é o Espiritismo" (1859); "Viagem Espírita em 1862" (1862) e "O Espiritismo em sua mais Simples Expressão" (1862). Depois de seu falecimento, seus amigos reuniram artigos e anotações esparsas deixadas pelo codificador, do que resultou o livro intitulado "Obras Póstumas", publicado em 1890.

2. O livro intitulado "Obras Póstumas" foi escrito por Kardec antes ou depois de seu falecimento? R.: Apesar do título, este livro compõe-se de textos escritos por Kardec enquanto encarnado. A publicação é que ocorreu bem depois de seu falecimento.

3. Que contém "O Livro dos Espíritos"? R.: A principal obra de Kardec, que se divide em quatro livros ou partes, contém os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade – segundo os ensinos dados por Espíritos superiores com o concurso de diversos médiuns – recebidos e coordenados por Allan Kardec. O livro contém, ainda, uma Introdução, um prefácio ou prolegômenos e uma Conclusão.

4. Que contém "O Evangelho segundo o Espiritismo"? R.: Este livro contém a explicação das máximas morais do Cristo em concordância com o Espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida. Dividido em 28 capítulos, além da Introdução, o livro examina detalhadamente o ensino moral contido nos Evangelhos, que é comentado por Kardec e por diversos instrutores do Plano Espiritual, por meio de comunicações devidamente assinadas. A obra, conforme explica o codificador na Introdução, não se preocupa com os atos comuns da vida de Jesus, nem com seus milagres e predições, que são objeto da última obra do Pentateuco Kardequiano.

5. Como se chama o livro no qual Kardec analisa os milagres e as predições relatadas no Evangelho? R.: Embora conhecido mais pelo nome A Gênese, esta obra chama-se "A Gênese, os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo".