Pesquisar este blog

Páginas

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

A Gênese

A GÊNESE 

OS MILAGRES E AS PREDIÇÕES SEGUNDO O ESPIRITISMO

CARÁTER DA REVELAÇÃO ESPÍRITA (XI)
 
              O Espiritismo não nega o Evangelho de Jesus. Longe de destruí-lo, ao contrário, pelas novas leis da Natureza que revela, explica e desenvolve tudo quanto o Cristo disse e fez. Os pontos obscuros do ensino cristão são por ele elucidados de forma que aqueles para quem certas partes do Evangelho eram ininteligíveis, ou pareciam inadmissíveis, passam a compreende-las e a admiti-las, sem dificuldade, com o auxílio desta doutrina; O Cristo lhes parece maior, pois podem ver melhor o alcance de seu evangelho e distinguir entre a realidade e a alegoria; Jesus, para eles já não é simplesmente um filósofo, é um Messias divino.

              O Espiritismo é de grande poder moralizador. Pode-se depreender isso facilmente pela finalidade que assina a todas as ações da vida, por tornar quase tangíveis as conseqüências do bem e do mal, pela força moral, a coragem e a confiança no futuro, pela idéia de ter cada um perto de si os seres a quem amou, a certeza de os rever, a possibilidade de confabular com eles; enfim, pela certeza de que tudo quanto se faz, tudo quanto se adquiriu em inteligência, sabedoria e moralidade, até a última hora da vida, não fica perdido, que tudo aproveita ao adiantamento do Espírito. Considerando-se esse incontestável poder moralizador reconhece-se que o Espiritismo realiza todas as promessas do Cristo respeito do Consolador anunciado. Na verdade é ele o verdadeiro Consolador. O Espírito de Verdade preside ao grande movimento de regeneração. A promessa de sua vinda se acha, por essa forma, cumprida.

              "Muitos pais deploram a morte prematura dos filhos, para cuja educação fizeram grandes sacrifícios, e dizem consigo mesmos que tudo foi em perda. À luz do Espiritismo, porém , não lamentam esses sacrifícios e estariam prontos a fazê-los, mesmo tendo a certeza de que veriam morrer seus filhos porque sabem que se estes não a aproveitam na vida presente, essa educação servirá, primeiro que tudo, para o seu adiantamento espiritual; e, mais, que serão aquisições novas para outra existência e que, quando voltarem a este mundo, terão um patrimônio intelectual que os tornará mais aptos a adquirirem novos conhecimentos.           

     Tais essas crianças que trazem, ao nascer, idéias inatas, que sabem, por assim dizer, sem precisarem aprender. 

              Se os pais não têm satisfação imediata de ver os filhos aproveitarem a educação que lhes deram, goza-la-ão, certamente, mais tarde, quer como Espíritos, quer como homens. Talvez sejam eles de novo os pais desses mesmos filhos, que apontam como afortunadamente dotados pela natureza e que devem as suas aptidões a uma educação precedente; assim também, se os filhos se desviam para o mal, pela negligência dos pais, estes podem vir a sofrer mais tarde desgostos e pesares que àqueles suscitarão em nova existência( O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap.V, nº 21; Mortes prematuras.)"

              A que se considerar, ainda, a rapidez prodigiosa com que se propaga o Espiritismo, apesar de tudo quanto já foi feito para abatê-lo. Não se pode negar que sua vinda seja providencial, visto como ele triunfa de todas as forças e de toda a má vontade dos homens. A facilidade com que é aceito por grande número de pessoas, sem constrangimento, apenas pelo poder da idéia, prova que ele corresponde a uma necessidade, qual a de crer o homem em alguma coisa para encher o vácuo aberto pela incredulidade. portanto, veio no momento preciso.

              Grande é o número dos aflitos; não é, pois, de admirar que tanta gente acolha uma doutrina que consola, de preferência às que desesperam, porque aos deserdados, mais do que aos felizes do mundo, é que o Espiritismo se dirige. O doente vê chegar o médico com maior satisfação do que aquele que está bem de saúde; ora, os aflitos são os doentes e o Consolador é o médico.

              "Vós que combateis o Espiritismo, se quereis que o abandonemos para vos seguir, dai-nos mais e melhor do que ele; curai com maior segurança as feridas da alma. Dai mais consolações, mais satisfações ao coração, esperanças mais legítimas, maiores certezas; fazei do futuro um quadro mais racional, mais sedutor; porém, não julgueis vencê-lo com a perspectiva do nada , com a alternativa das chamas do inferno, ou com a inútil contemplação perpétua."

Denizart Castaldeli