Pesquisar este blog

Páginas

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

A MEDICINA E O ESPIRITISMO

*A MEDICINA E O ESPIRITISMO*


O que é saúde e o que é doença à luz da Doutrina Espírita?

Doença e saúde se referem ao estado em que se encontram as pessoas e não ao estado de órgãos ou partes do corpo; é um sintoma do desarranjo do Espírito.  

Os vírus, as bactérias e os demais microorganismos devastadores não são os responsáveis pela presença da doença, porquanto eles se nutrem das células que se instalam nas áreas em que a energia se debilita.

Causam fraqueza física e mental, favorecendo o surgimento da doença, por falta da restauração da energia mantenedora da saúde. Os medicamentos matam os invasores, mas não restituem o equilíbrio como se deseja, se a fonte conservadora não irradia a força que sustenta o corpo.   

O corpo físico nunca está só doente ou só saudável, já que nele se expressam realmente as informações da consciência.  

Quando as várias funções corporais se desenvolvem em conjunto dentro de uma harmonia, ele se encontra num estado que denominamos de saúde. Se uma função falha, ela compromete a harmonia do todo e então falamos que ele se encontra em um estado de doença. A doença é a perda relativa da harmonia.  

Origem da desarmonia no Perispírito

O perispírito não é uma massa homogênea. Possue órgãos como o corpo físico e centros vitais, por onde são absorvidas as energias espirituais. Segundo as provas que certos Espíritos devem passar em suas encarnações, poderá exercer influência na formação do corpo carnal, dando origem a enfermidades ou anomalias orgânicas.  

O perispírito registra as experiências vividas pela criatura e as envia ao Espírito, arquivo definitivo de todas as passagens da entidade pelo processo evolutivo.

Funciona, portanto, como uma esponja que absorve do meio as emanações fluídicas boas ou más existentes nele. Deduz‐se daí a origem de certos processos de enfermidades, como também compreende‐se os mecanismos da cura através da fluidoterapia.  

O perispírito tem importante papel nos fenômenos psicológicos, fisiológicos e patológicos. Quando a Medicina humana der abertura aos conhecimentos da Ciência Espírita, ela abrirá novos horizontes para uma abordagem e um tratamento mais completos das moléstias orgânicas e psíquicas. O Espiritismo contribuirá com as técnicas de manipulação das energias para revitalizar o corpo astral e fornecerá elementos morais educativos, necessários ao equilíbrio definitivo do ser.  

Responsabilidades de médico e paciente no processo de cura.

Papel do Espiritismo.

As causas profundas das doenças, portanto, estão no próprio indivíduo, que se deve auto‐examinar, autoconhecer‐se a fim de libertar‐se desse tipo de sofrimento.

Cada ser humano é responsável pela busca do seu equilíbrio, da sua harmonia e da sua cura. O Espiritismo auxilia no tratamento da consciência humana, apresentando novos valores, educando o espírito em relação à vida e à sua finalidade. O estado precário da saúde dos homens, nos dias que passam, tem o seu ascendente na longa série de abusos individuais e coletivos das criaturas, desviadas das leis sábias e justas da Natureza.

Muitos pacientes só adotam hábitos mais saudáveis após algum acontecimento traumático ou o diagnóstico de uma doença grave. Todavia, os homens caminham para as mais profundas transformações espirituais.

O médico do futuro combinará o conhecimento científico e o conhecimento espiritual a fim de promover a cura em todos os níveis. A saúde é, portanto, uma conquista interior, que se reflete no corpo como resultado da harmonia íntima, posicionando o amor, síntese de ímpar sabedoria, como a chave para o enigma da enfermidade‐saúde.
     
        ____________________________________________________________________________

*Cura Espiritual*

Comece orando.

A prece é luz na sombra em que a doença se instala.

Semeie alegria.

A esperança é medicamento no coração.

Fuja da impaciência.

Toda irritação é desastre magnético de conseqüências imprevisíveis.

Guarde confiança.

A dúvida deita raios de morte.

Não critique.

A censura é choque nos agentes da afinidade.

Conserve brandura.

A palavra agressiva prende o trabalho na estaca zero.

Ajude espontaneamente para o bem.

Simpatia é cooperação.

Não cultive desafetos.

Aversão é calamidade vibratória.

Interprete o doente qual se fosse você mesmo.

Toda cura espiritual lança raízes sobre a força do amor.

                                                                                              (André Luiz ‐ O Espírito de Verdade)                                                                                                                              
               _________________________________________________________________________________                                             
                                                                                             
                                                                                                                                                    BIBLIOGRAFIA

Por que adoecemos? ‐ AME‐SP ‐ Associação Médico‐Espírita de São Paulo

Elucidações Psicológicas à Luz do Espiritismo ‐ Divaldo P. Franco, pelo espírito Joanna de Angelis 

Emmanuel ‐ Dissertações Mediúnicas ‐ Francisco C. Xavier