Pesquisar este blog

Páginas

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

*Espiritismo Comparado* *MATERIALISMO HISTÓRICO E O ESPIRITISMO*

*Espiritismo Comparado*


*MATERIALISMO HISTÓRICO E O ESPIRITISMO*


Materialismo - Em filosofia, é a concepção de mundo onde a matéria é o motor do universo e a idéia sua conseqüência. Materialismo histórico - doutrina do marxismo, que afirma que o modo de produção da vida material condiciona o conjunto de todos os processos da vida social, política e espiritual.

O materialismo histórico pode ser resumido da seguinte forma: numa sociedade escravagista, os escravos rebelando-se contra os senhores, convertê-la-ia em sociedade feudalista; no Feudalismo, os vassalos insurgindo-se contra os senhores feudais, torná-la-ia uma sociedade capitalista; no Capitalismo, os proletariados lutando contra os empresários, tranformá-la-ia em sociedade comunista. O Comunismo seria uma sociedade igualitária onde não haveria a exploração do homem pelo homem.

O comunismo, para Marx, seria a sociedade perfeita, a síntese final do processo de evolução dialética dos povos. Mesmo imbuído de boas intenções cometeu vários equívocos: não previu a divisão da propriedade corrigindo acumulação das riquezas, as novas tecnologias que aumentam a produtividade da mão de obra e a força sindical que melhora os salários. Em termos práticos, o comunismo foi implantado na Rússia e China, países pré-capitalistas: fato histórico que nega a suplantação do capitalismo.

O Espiritismo, como processo libertador de consciências, auxilia-nos a compreender melhor os acontecimentos da vida. A luta de classes preconizada por Marx, transforma-se, na visão espírita, em classes de luta. Os adeptos do marxismo entendem que o povo explorado só pode melhorar sua situação se pegar em armas e instalar uma revolução. No Espiritismo, tanto o proletariado como o empresário devem suplantar a si mesmos. Agindo assim, obtém-se um relacionamento amigável entre patrão e empregado.

Allan Kardec em O Livro dos Espíritos, ao tratar da Lei de Igualdade, descortina-nos novos horizontes para a interpretação da vida social. Diz-nos que as desigualdades sociais deverão desaparecer, quando a humanidade tiver dominado o orgulho e o egoísmo. Vencidos esses vícios, restaria a desigualdade de mérito, a única que é conseguida pelos esforços próprios de evolução espiritual.

Para o Espiritismo, o socialismo científico se implantaria de forma natural, sem que o povo precisasse de pegar em armas. A mudança comportamental é o fator preponderante. Quando a humanidade tiver atingido um estado de evolução espiritual superior, o homem deixará de explorar o seu semelhante. Compreenderá que todos somos úteis no concerto do universo.

Fonte de Consulta

TALHEIMER, A. Introdução ao Materialismo Dialético (Fundamento das Teorias Marxistas). São Paulo, Livraria Cultura Brasileira, 1934.

MARIOTTI, H. Dialética e Metapsíquica - Uma Interpretação Espiritual da Dialética. São Paulo, Edipo, 1951.


*ARTIGOS DE SÉRGIO BIAGI GREGÓRIO*