Pesquisar este blog

Páginas

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Espiritismo Comparado DISTRIBUIÇÃO DE RENDA E ESPIRITISMO

Espiritismo Comparado

DISTRIBUIÇÃO DE RENDA E ESPIRITISMO·

 
O Brasil é apontado pelos técnicos do BIRD (Banco Internacional de Desenvolvimento Econômico) como sendo o país mais injusto na distribuição de renda da América Latina. Pela avaliação do PIB (Produto Interno Bruto), somos a 8ª economia do mundo; pelo índice de Desenvolvimento Humano, que inclui analfabetismo e qualidade de vida, ocupamos a 70ª posição no ranking mundial.

De acordo com o índice de Sofrimento Humano Internacional tabulado pelo Population Crisis Committee - PCC, um Instituto norte-americano sem fins lucrativos, de pesquisas populacionais, os brasileiros foram classificados entre os ”altos” sofredores do mundo. A pesquisa foi feita a partir  de estatísticas de l4l países sobre qualidade de vida, liberdade política, taxa de inflação e distribuição de renda.

Acostumados a uma ascendência na escala social, os brasileiros têm de amargar, atualmente, uma mobilidade descendente. Este quadro gera graves conseqüências para o país, ou seja, um aumento do inconformismo, que pode ser direcionado para a resignação ou para a violência, conforme forem os sistemas de valores implícitos no equacionamento do conflito interno de cada um.

De que maneira a Doutrina Espírita pode auxiliar-nos na compreensão desse fato social? O princípio da reencarnação adotado pelo Espiritismo é um forte argumento, que pode oferecer-nos alguma pista. É possível que os Espíritos que ora estão encarnados neste país já tenham vivido nos outros países mais desenvolvidos. Como não souberam utilizar a riqueza em favor do próximo, foram enviados para esta região para se reequilibrarem na lei do amor, passando pela prova da pobreza.

A reencarnação mostra a justiça divina. Allan Kardec, em O Livro dos Espíritos traça-nos algumas diretrizes quanto ao uso da riqueza. Diz-nos que a desigualdade de aptidão e a desigualdade de mérito são naturais, porém a desigualdade social é obra do homem que desaparecerá do nosso orbe, quando a Humanidade tiver automatizado o princípio do amor, da justiça e da caridade. 

Uma visão ampla do amor induzirá o homem a repartir do seu excesso  com aquele que tem menos; da abundância de um país, para os que tiverem dificuldade de produzir. Ao Espiritismo cabe uma grande responsabilidade, ou seja, a de auxiliar o pensamento do homem a fim de que se liberte das paixões materiais e o conduza à conquista dos bens espirituais, os únicos que poderá levar ao partir para a vida dos Espíritos.

Fonte de Consulta

RABINOVICI, M. Brasileiros estão entre os Mais Sofredores. São Paulo, Jorna “O Estado de São Paulo”, 18/5/92, pág. 12.

PASTORE, J. Barril de Pólvora. São Paulo, Jornal da Tarde, 12/8/93, pág. 2

KARDEC, A. O Livro dos Espíritos. 8. ed., São Paulo, FEESP, 1995.




ARTIGOS DE SÉRGIO BIAGI GREGÓRIO