Pesquisar este blog

Páginas

terça-feira, 18 de agosto de 2015

CENTRO ESPÍRITA LUZ ETERNA CELE = RESUMO DA 15ª UNIDADE PRÁTICA - PSICOGRAFIA E PSICOFONIA

CENTRO ESPÍRITA LUZ ETERNA  CELE

CENTRO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO MEDIÚNICA  COEM


RESUMO DA 15ª UNIDADE PRÁTICA


PSICOGRAFIA E PSICOFONIA


Definições: denomina-se psicografia a transmissão mediúnica através da escrita, utilizando-se para tal, de um médium psicógrafo, ou seja, aquele médium que tem a capacidade de transmitir mensagens dos espíritos através da escrita.

Denomina-se psicofonia a transmissão mediúnica através da fala, por intermédio de um médium psicofônico, ou seja, aquele médium que tem a capacidade de transmitir mensagens dos espíritos através da fala.

Tipos de Psicografia e Psicofonia

a) intuitiva: nesse caso, o médium percebe a mensagem do espírito como uma intuição, como uma idéia de caráter geral, captando-lhe a essência e o sentido, e transmite então a mensagem, segundo sua interpretação. Têm a denominação especial de Psicografia Intuitiva e de Psicofonia Consciente

b) Semiconsciente: neste caso, o médium percebe claramente a mensagem do espírito comunicante, percebendo-lhe os detalhes e as minúcias, mas mantém, ao mesmo tempo, uma perfeita  consciência de  seus estado, do ambiente e percebe estar transmitindo a mensagem. Na psicografia, sente um impulso na mão para escrever, ao mesmo tempo que capta o que o espírito quer escrever. Na psicofonia, sente o pensamento do espírito comunicante com rapidez e discernimento, ao mesmo tempo que sente um impulso a pronunciar as palavras da mensagem. Têm a denominação especial de Psicografia Semi-Mecânica e Psicofonia semiconsciente.

c) Inconsciente: neste caso, o médium não percebe a comunicação no nível consciente, ou seja, esta mensagem ou não passa pela mente orgânica (psicografia) ou o médium está em um estado de consciência orgânica suprimida (psicofonia). O espírito comunicante utiliza-se do sistema nervoso central do médium para comandar os centros nervosos da fala ou da escrita, sem que sua idéia aflore no consciente do médium. A mensagem ocorre de maneira automática, com muita fidelidade ao pensamento do espírito comunicante. Na escrita, o médium sente o impulso de escrever, mas não percebe a idéia que está sendo escrita. Na fala, o médium está num estado de dormência, e cessada a comunicação, não se lembrará do que foi transmitido. Têm a denominação especial de Psicografia Mecânica e Psicofonia Inconsciente.

(CONTINUA)


ITENS PARA ESTUDO


1) Definir Psicografia e Psicofonia

2) Qual a origem e significado das palavras psicografia e psicofonia?

3) Quais os tipos de psicografia e psicofonia?

4) Descreva as características da Psicografia Intuitiva e da Psicofonia Consciente

5) Descreva as características da Psicografia Semi-Mecânica e da Psicofonia semiconsciente.

6) Descreva as características da Psicografia Mecânica e da Psicofonia Inconsciente.



BIBLIOGRAFIA INDICADA


Ave Cristo - Francisco Cândido Xavier 19/21

Desobsessão - F.C.Xavier - Waldo Vieira 103

Dramas da Obsessão - Yvonne A.Pereira 141

Devassando o Invisível - Yvonne A.Pereira 99

Espírito, Perispírito E Alma -  Hernani Guimaraes Andrade 118

Estudando A Mediunidade - Martins Peralva 53

Mediunidade - José Herculano Pires 37

Médiuns e Mediunidades - Cairbar Schutel 21

Missionários da Luz - Francisco Cândido Xavier 260/272/280

No Invisível - Leon Denis 249

Nos Domínios da Mediunidade - Francisco Cândido Xavier 53/69/251

Obras Póstumas - Allan Kardec 64

Céu e o Inferno  - Allan Kardec 345 (19)

Consolador - Francisco Cândido Xavier 208

Fenômeno Espírita - Gabriel Delanne 105

Livro Dos Médiuns - Allan Kardec: 152-178-191

Que é a Morte - Carlos Imbassahy 70/158

Obreiros da Vida Eterna - Francisco Cândido Xavier 146

Revista Espírita 1858 - Allan Kardec 279,286(Out)

Revista Espírita 1859 - Allan Kardec 228(Ago)252,258(Set)

Revista Espírita 1861 - Allan Kardec 56(Fev)

Revista Espírita 1863 - Allan Kardec 242

Revista Espírita 1867 - Allan Kardec 289

Revista Espírita 1867 - Allan Kardec 191

Rumos Libertadores - Divaldo Pereira Franco 139