Pesquisar este blog

Páginas

terça-feira, 25 de agosto de 2015

OBRAS DE ANDRÉ LUIZ CITAÇÕES POR TEMA 25

OBRAS DE ANDRÉ LUIZ  CITAÇÕES POR TEMA 25

TEMAS TRATADOS

GOVERNADOR ESPIRITUAL DA TERRA

Jesus, o Governador Espiritual do Mundo, auxiliou a doentes e aflitos, sem retirá-los das questões fundamentais que lhes diziam respeito. NDM-18-173.

A religião passa a atuar no acrisolamento do corpo espiritual para a Vida Maior, através da educação dos hábitos humanos a se depurarem no cadinho dos séculos, preparando a chegada do Cristo, o Governador Espiritual da Terra. EDM-1P-20-160.

GRATIDÃO

(...) Nos quinze anos de sua clínica, também proporcionou receituário gratuito a mais de seis mil necessitados. Na maioria das vezes, praticou esses atos meritórios, absolutamente por troça (sem perceber que estava fazendo o bem); mas, presentemente, pode verificar que, mesmo por troça, o verdadeiro bem espalha bênção em nossos caminhos. Desses beneficiados, quinze não o esqueceram e têm enviado, até aqui, veementes apelos a seu favor. (preces enviadas a André Luiz pelos pacientes que ele ajudara na Terra). NL-14-84.

(...) Simpático rapaz, igualmente desenfaixado da matéria física (desencarnado), rogou ao nosso orientador meu caro assistente (Silas), sei que o nosso Adelino vem atravessando certa crise financeira. (...) Pelo muito que auxilia os outros, descuidou-se das suas próprias necessidades. Pelo amparo que ele oferece constantemente à minha pobre mãe encarnada, insisto no apoio de sua amizade para que ele seja favorecido. AR-16-214/215.

GRAVIDEZ

A mulher grávida, além da prestação de serviço orgânico à entidade que se reencarna, é igualmente constrangida a suportar-lhe o contacto espiritual, que sempre constitui um sacrifício quando se trata de alguém com escuros débitos de consciência. ETC-30-185.

O organismo feminino durante a gestação, sofre a verdadeira enxertia mental. ETC-30-185.
A gestante é uma criatura hipnotizada em longo prazo (nove meses, daí as explicações das transformações e das atitudes e hábitos que a gestante pode sofrer). ETC-30-187.

O organismo materno, absorvendo as emanações da entidade reencarnante, funciona como um exaustor de fluidos em desintegração, fluidos esses que nem sempre são aprazíveis ou facilmente suportáveis pela sensibilidade feminina. ETC-30-189.

GUIA ESPIRITUAL

Permitia-se a Cláudio (logo após seu desencarne) o período de dez anos de serviço ao pé dos familiares, antes de se elevar aos círculos imediatos da espiritualidade para julgamento da existência transcorrida, reservando-se à Casa da Providência (tipo de fórum no instituto Almas Irmãs, que cuida dos processos reencarnatórios dos espíritos vinculados àquela instituição) o direito de corrigir a concessão, fosse dilatando o tempo, se o interessado demonstrasse aplicação ao cumprimento das promessas que formulava, ou cassando a licença, na hipótese de se revelar indigno dela. SD-2P-13-328.

Evelina (Evelina Serpa) permaneceria, a sós, ao pé de Mancini (Túlio Mancini), continuando a presidir-lhe, quanto possível, a renovação mental, ao passo que Ernesto (Ernesto Fantini) se encaminharia diariamente do plano físico, de maneira a colaborar, no limite de seus recursos, a benefício de Desidério e de Elisa. EVC-22-185.

De Duas Famílias

Vocês dois (Evelina Serpa e Ernesto Fantini) serão os encarregados do serviço em perspectivas, com todas as tarefas-satélites que lhe forem consequentes. Esforçar-se-ão para que Serpa (Caio Serpa) e Vera (Vera Fantini) se consorciem para que Elisa (Elisa Fantini) se recupere após a desencarnação, no menos prazo possível, para que Desidério volte ao renascimento. EVC-22-194.

HERANÇA

Os casos de herança, em regra, são extremamente complicados. Com raras exceções, acarretam enormes peso a legadores e legatários. NL-30-166.

HEREDITARIEDADE

Conforme o grau de adiantamento do futuro reencarnante e de acordo com o serviço que lhe é designado no corpo carnal, é necessário estabelecer planos adequados aos fins essenciais. A lei da hereditariedade fisiológica funciona com inalienável domínio sobre todos os seres em evolução, mas sofre, a influência de todos aqueles que alcançam qualidades superiores ao ambiente geral. Quando o interessado em experiências novas no plano da Crosta é merecedor de serviços intercessórios, as forças mais elevadas podem imprimir certas modificações à matéria, desde as atividades embriológicas, determinando alterações favoráveis ao trabalho de redenção. ML-12-161.

A moldagem fetal e o desenvolvimento do embrião obedecem a leis físicas naturais, qual ocorre na organização de formas em outros reinos da Natureza, mas em todos esses fenômenos, os ascendentes de cooperação espiritual coexistem com as leis, de acordo com os planos de evolução ou resgate. (...) As criaturas terrenas herda tendências e não, qualidades. As primeiras cercam o homem que renasce, (...) as segundas resultam do labor individual da alma encarnada. A forma física futura de nosso amigo Segismundo (o reencarnante) dependerá dos cromossomos paterno e materno; adicione, porém, a esse fator primordial, a influência dos moldes mentais de Raquel (sua futura mãe), a atuação do próprio interessado, o concurso dos Espíritos Construtores, que agirão como funcionários da natureza divina, invisíveis ao olhar terrestre, o auxilio afetuoso das entidades amigas que visitarão constantemente o reencarnante, nos meses de formação do novo corpo. ML-13-207/220/226.

Renascendo entre as formas perecíveis, nosso corpo sutil (perispírito), que se caracteriza, em nossa esfera menos densa, por extrema leveza e extraordinária plasticidade, submete-se, no plano da Crosta, às leis de recapitulação, hereditariedade e desenvolvimento fisiológico em conformidade com o mérito ou demérito que trazemos e com a missão ou o aprendizado necessários. NMM-4-55.

No círculo da matéria densa, sofre a alma encarnada os efeitos da herança recolhida dos pais, entretanto, na essência, a lei da herança funciona invariavelmente do indivíduo para ele mesmo. ETC-12-78.

A hereditariedade, qual é aceita nos conhecimentos científicos do mundo, tem os seus limites. ETC-39-182.

HIPNOTISMO

Os hipnóticos são úteis só na áspera fase de absoluta ignorância mental, quando é preciso neutralizar as células nervosas antes os prováveis atritos da organização perispirítica. NMM-8-121.

O infeliz vem sendo objeto de práticas hipnóticas de implacáveis perseguidores; acha-se exposto a emissões continua de forças que o deprimem e enlouquecem. Trata-se de um homem que em encarnações anteriores abusou do magnetismo pessoal. (obsessão hipnótica). NMM-16-215.

Um dos insensíveis magnetizadores (desencarnados) começou a aplicar energias perturbadoras, ao longo dos olhos (de Margarida encarnada) torturando as fibras de sustentação. Percebi (André Luiz) a facilidade com que os seres perversos das sombras hipnotizam as suas vítimas, impondo-lhes os tormentos psíquicos que desejam. LI-10-124.

Eu não tenho nome. Esqueci-me, esqueci-me de tudo. (diz uma entidade). (...) É possível que o nosso amigo (entidade com amnésia) esteja sendo vítima de vigorosa sugestão pós-hipnótica, partida de algum perseguidor de grande poder sobre os seus recursos mnemônicos. NDM-17-165.
(...) hipnotizadores comuns, muitas vez portadores de energia excepcional. Fazem belas demonstrações, impressionam, convencem, contudo, movimentam-se na esfera de puro fenômeno, sem aplicações edificantes no campo da espiritualidade. NDM-13-165.

Reparemos o fenômeno hipnótico em sua feição mais simples, a evidenciar-se, muita vez, em espetáculos públicos menos edificantes. O operador pede silêncio, e, para observar quais as pessoas mais suscetíveis de receber-lhe a influenciação, roga que todos os presentes fixem determinado objeto ou local, proibindo perturbação e gracejo. Exteriorizando em mais rigoroso regime de ação e reação sobre si mesma, a corrente mental dos assistentes capazes de entrar em sintonia com o toque de indução do hipnotizador passa a absorver-lhe os agentes mentais, predispondo-se a executar-lhe as ordens. Semelhantes pessoas não precisarão estar absolutamente coladas à região espacial em que se encontrar a vontade que as magnetiza. Podem estar até mesmo muito distanciadas, sofrendo-lhe a influência através do rádio, de gravação e da televisão. Desde que se rendam, profundamente à sugestão inicial recebida, começam a emitir certo tipo de onda mental com todas as potencialidades criadoras da ideação comum, e ficam habilitadas a plasmar as formas-pensamento que lhes sejam sugeridas, formas essas que, estruturadas pelos movimentos de ação dos princípios mentais exteriorizados, reagem sobre elas próprias, determinando os efeitos ou alucinações que lhes imprima a vontade a que se submetem (hipnotizador). Induzidos pelo impacto de comando do hipnotizador, os hipnotizados produzem oscilações mentais com frequência peculiar a cada um, oscilações essas que, partindo deles, entram automaticamente em relação com a onda de forças positivas do magnetizador, voltando a eles próprios com a sugestão que lhes é desfechada, estabelecendo para si mesmo o campo alucinatório em que lhe responderão aos apelos. A maioria estará em posição de hipnose vulgar, alguns cairão em letargia e alguns raros em catalepsia ou sonambulismo. Nos dois primeiros casos (hipnose e letargia), as pessoas apassivadas, à frente do magnetizador, terão libertado, em condições anômalas, certa classe de aglutininas mentais que facultam o sono comum, obscurecendo os núcleos de controle do espírito, nos diversos departamentos cerebrais. Além disso, correlacionam-se com a onda-motor da vontade a que se sujeitam, substancializando, as condutas que lhes são impostas os quadros que se lhes apresentem. Os dois segundos (catalepsia e sonambulismo provocado), as oscilações mentais dos hipnotizados, a reagirem sobre eles mesmos, determinam o desprendimento parcial ou total do perispírito ou psicossoma, que, não obstante mais ou menos liberto das células físicas, se mantém sob o domínio direto do magnetizador, atendendo-lhe a ordenação. MM-13-99.