Pesquisar este blog

Páginas

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

OBRAS DE ANDRÉ LUIZ CITAÇÕES POR TEMA 21

OBRAS DE ANDRÉ LUIZ  CITAÇÕES POR TEMA 21

TEMAS TRATADOS



ESPERANÇA


Quantos pregam a verdade, sem aderirem intimamente a ela? Quantos repetem fórmulas de esperança e paz, desesperando e perseguindo, no fundo do coração? ML-8-87.

A esperança não é genuflexório de simples contemplação. É energia para as realizações elevadas que competem ao seu espírito. AC-29-95.



ESPIRITISMO


O Espiritismo ganha dilatada expressão numérica. Milhares de criaturas interessam-se pelos seus trabalhos, modalidades, experiências. Nesse campo imenso de novidades, todavia, não deve o homem descurar de si mesmo. Não basta investigar fenômenos, aderir verbalmente, melhorar a estatística, doutrinar consciências alheias, fazer proselitismo e conquistar favores da opinião, por mais respeitável que seja, no plano físico. É indispensável cogitar do conhecimento de nossos infinitos potenciais, aplicando-os, por nossa vez, nos serviços do bem. É filho de Deus, em trabalho construtivo, envergando a roupagem da carne; aluno de escola benemérita, onde precisa aprender a elevar-se. A luta humana é a sua oportunidade, a sua ferramenta, o seu livro. O intercâmbio com o invisível é um movimento sagrado, em função restauradora do Cristianismo puro; que ninguém, todavia, se descuide das necessidades próprias, no lugar que ocupa pela vontade do Senhor. (...) 

Os passos do cristão, em qualquer escola religiosa, devem dirigir-se verdadeiramente ao Cristo, e que, em nosso campo doutrinário, precisamos, em verdade, do Espiritismo e do Espiritualismo, mas muito mais, de Espiritualidade. (NL-Introdução de Emmanuel-11/12).

O Espiritismo é a nossa grande esperança e, por todos os títulos, é o Consolador da humanidade encarnada; mas a nossa marcha é ainda muito lenta. Trata-se de uma dádiva sublime, para a qual a maioria dos homens ainda não possui olhos de ver. Esmagadora porcentagem dos aprendizes novos aproxima-se dessa fonte divina a copiar antigos vícios religiosos. Querem receber proveitos, mas não se dispõem a dar coisa alguma de si mesmos. Invocam a verdade, mas não caminham ao encontro dela. NL-43-241.

Combate-nos (combate ao Espiritismo) algumas escolas cristãs, como se não colaborássemos com o Mestre Divino. A Igreja Romana classifica-nos a cooperação como diabólica. A reforma Luterana, em seus matizes variados, persegue-nos a colaboração amistosa. Há correntes espiritualistas que nos malsinam a influência, por quererem o homem aperfeiçoado de um dia para outro, rigorosamente redimido a golpe instantâneo da vontade, sem realização metódica. OM-5-32.

Concordo (...) em que o Espiritismo não deva fugir a toda espécie de considerações serias; contudo, creio que a Doutrina é um conjunto de verdades sublimes, que se dirigem, de preferência ao coração humano. OM-45-235.

Ao Espiritismo cristão cabe, característica venerável de Consolador da Humanidade, é preciso também lhe revelar a feição de movimento libertador de consciência e corações. (ML-Introdução de Emmanuel-8).

O Espiritismo cristão é a revivescência do Evangelho de Nosso Jesus Cristo, e a mediunidade constitui um de seus fundamentos vivos. ML-3-32.

Estamos fazendo no Espiritismo a recapitulação do Cristianismo,... O imperativo primordial consiste na iluminação do espírito humano com vistas à eternidade. (considerações do ex-padre Hipólito). OVE-12-190.

O Espiritismo, nos tempos modernos, não pode restringir Deus entre as paredes de um templo da Terra, porque a nossa missão essencial é a de converter toda a Terra no templo augusto de Deus. Não fomos convocados a velar no circulo particular duma interpretação exclusivista, senão a cooperar na libertação do espírito encarnado. Nas bastará, em nossas realizações, a crenças que espera; indispensável é o amor que confia e atende, transformar e eleva, como vaso legitimo da Sabedoria Divina. NMM-2-32/33.

Constituindo o Espiritismo evangélico prodigioso núcleo de compreensão sublime, é razoável seja considerado uma escola cristã mais elevada e mais rica. Possuindo tamanhas bênçãos de conhecimento e de amor, cumpre-lhe estendê-las a todos os companheiros, ainda quando esses companheiros se mostrem rebeldes e ingratos em consequência da ignorância de que ainda não conseguiram afastar-se. NMM-15-201.

Precisamos da Doutrina do Espiritismo, do Cristianismo Puro, a fim de controlar a energia medianímica, de maneira a mobilizá-la em favor da sublimação espiritual na fé religiosa. NDM-15-141.

Há quem diga que o Espiritismo age erradamente, abrigando os desequilibrados e os enfermos. (...) Vai convertendo seus templos de oração em vastos refúgios de alienados mentais. (...) A medicina não sofre qualquer diminuição por prestar auxilio aos enfermos. Honrada pelos hospitais em que atua. (...) O Espiritismo não pode responsabilizar-se pelos desequilíbrios que lhe pedem amparo. Tanto quanto não podemos imputar ao médico a autoria dos males dos que lhe requisitam a intervenção. NDM-29-277.

(...) Os orientadores do processo sustentam a Doutrina Espírita, cristianizando fenômenos e objetos, caracteres e faculdades, para que o evangelho de Jesus seja de fato incorporado às relações humanas. EDM-1P-18-136.

(...) A excelência do amparo moral da Doutrina Espírita, como sendo os recursos mais sólidos na assistência às vitimas do desequilíbrio espiritual de qualquer matiz, por oferecer-lhes, no estudo nobre e no serviço santificante, o clima indispensável de transmutação e harmonização, com se recuperem, no domínio dos pensamentos mais íntimos, para assimilarem a influência benéfica dos agentes espirituais da necessária renovação. MM-24-174.
Recordar a realidade de que o Espiritismo não tem chefes humanos e de que nenhum dos seareiros do seu campo de multiformes atividades é imprescindível no cenário de suas realizações. CE-46-152.


ESPÍRITOS CONSTRUTORES


Preciso cooperar, na ocasião, com os nossos amigos Construtores (espíritos construtores), aos quais pedi me apresentassem os mapas cromossômicos, referentes aos serviços a serem encetados. (diz Alexandre, companheiro de André Luiz, se referindo ao processo reencarnatório de Segismundo). Os Espíritos Construtores começaram o trabalho de magnetização do corpo perispirítico. (...) Alguma coisa da forma de Segismundo (o reencarnante) estava sendo eliminadas. (...) Ao influxo magnético de Alexandre e dos Construtores Espirituais, a forma perispiritual de Segismundo tornava-se reduzida. (Espíritos Construtores são os responsáveis por todos os detalhes dos programas reencarnatórios, inclusive a elaboração da forma do corpo físico, a reencarnação propriamente dita e a assistência ao reencarnante, principalmente até aos sete anos de idade). ML-13-196/214.

(Apuleio é o coordenador dos Espíritos Construtores que cuidava da reencarnação de Segismundo). ML-14-236.

(...) Nesse instante, Cesarina (grávida) penetrou no quarto, seguida dos Espíritos Construtores (espíritos responsáveis pelo processo reencarnatório) que velavam por Volpini, o reencarnante (o feto). (tentativa dos Espíritos Construtores para evitar o aborto de Volpini porque sua mãe Cesarina estava para abortá-lo). ML-15-255.


ESPÍRITO DE VERDADE


Por que audácia incompreensível imagina a realização sublime sem vos afeiçoardes ao Espírito de Verdade, que é o próprio Senhor! Ouvi-me, irmãos meus!... Se vos dispondes ao serviço divino, não há outro caminho senão Ele, que detém a infinita luz da verdade e a fonte inesgotável da vida. ML-9-99.


ESPÍRITOS SUPERIORES


Pertence Asclépios a comunidades redimidas do plano dos imortais, nas regiões mais elevadas da zona espiritual da Terra. Vive muito acima de nossas noções de forma, em condições inapreciáveis à nossa conceituação da vida. Já perdeu todo o contato direto com a crosta terrestre e só poderia fazer-se sentir, por lá, através de enviados e missionários de grande poder. OVE-3-49.

Neste momento, vejo na tela das bênçãos respeitável ancião, cercado de luz ver-prateada. (...). Trata-se de Bernardino. É mensageiro da casa redentora de Fabiano. (...) E que não conseguirá fazer-se visível a todos, não obstante o seu desejo. (entidade superior é vista pela clarividente Luciana, numa tela fixada na Casa Transitória de Fabiano) OVE-9-144.


ESPÍRITO VAGANDO PELAS RUAS


(...) Notei que formas sombrias, algumas monstruosas, se arrastavam na rua, à procura de abrigo conveniente. (...) Muitas, pareciam verdadeiros animais perambulando na via pública. (...) São os ignorantes que vagueiam nas ruas, escravizados às sensações mais fortes dos sentidos físicos. Encontram-se ainda colados às expressões mais baixas da experiência terrestre e os aguaceiros incomodam tanto quanto ao homem comum, distante do lar. OM-37-196.

Estávamos nos primeiros minutos da madrugada. Os transeuntes desencarnados eram numerossíssimos. A maioria, de natureza inferior, trajava roupa escura, mas, de espaço a espaço, éramos defrontados por grupos luminosos que passavam céleres, em serviços cuja importância se adivinhava. ML-7-69.


ESQUECIMENTO DO PASSADO


Concede-lhes a Bondade Divina o esquecimento do passado, na organização física do planeta, e vão receber, nos laços da consanguinidade, aqueles de quem se afastaram deliberadamente pelo veneno do ódio ou da incompreensão. NL-39-167.

Em vista da extrema dificuldade de dominar-me, estuda atualmente a probabilidade de reincorporarão no ambiente doméstico enfrentando a situação difícil com a devida bênção do esquecimento provisório na carne. (a entidade Gotuzo idealizando sua próxima reencarnação). OVE-5-77.

Perguntas por que motivo não conserva o homem encarnado a plenitude das recordações do longuíssimo pretérito. (...) Não estamos, por enquanto, munidos de suficiente luz para descer com proveito a todos os ângulos do abismo das origens; tal faculdade, só mais tarde a adquiriremos, quando nossa alma estiver escoimada (livre de impurezas) de todo e qualquer resquício de sombra. NMM-4-60.

As almas corporificadas na crosta terrestre guardam-se em passageiro sono, com esquecimento temporário quanto às atividades pregressas. Todavia, enquanto se mergulham em olvido (esquecimento) benéfico, demorando-nos, por nossa vez, em abençoada vigília. LI-3-38/39.
Sem o esquecimento transitório, não saberíamos receber no coração o adversário de ontem para regenerar-nos, regenerando-o. ETC-8-55.

Túlio renasceria de Caiu Serpa (seu ex-assassino), absolutamente magnetizado pelo devotamento materno, a fim de se reaproximar do antigo adversário (Caiu Serpa) e metamorfosear ressentimentos em amor, pela terapêutica do esquecimento. EVC-26-230.