Pesquisar este blog

Páginas

sábado, 15 de agosto de 2015

AULA 77 - AÇÃO E REAÇÃO

Aula 77- Ação e Reação na família.

Conceito de família( geral)

Atividade: Desenhar uma família, que pode ser a deles ou uma família que conhecem ou que já viram, família no geral.

Depois unir todos os desenhos e perguntar será que agora continua sendo uma família?

O que nós achamos que caracteriza uma família?

Os desenhos separados podem ser comparados a famílias terrestre que temos e os desenhos unidos com uma possível família espiritual.

Mas e nossa família universal? Como não seria, será que a gente tem noção.

Pensar nas pessoas que parecem estranhas como parte da nossa família, tentar lembrar do rosto de alguém que encontramos na rua ao vir para o centro, imaginar como é a vida desta pessoa como se a conhececemos e ela fizesse parte da nossa família. Os mendingos , as pessoas carentes da rua, todos como parte da nossa família.

Claro que temos dificuldade para conseguir imaginar isso, por causa do nosso grau de evolução.

Somente quando compreendermos o verdadeiro conceito de família seremos capas de amar a todos indistintamente como jesus fazia conosco.

Família espiritual

Esse parece ser o lado mais fácil da convivência em família, pois ela se constitui basicamente das pessoas pelas quais temos algum tipo de afinidade e por isso tem uma grande vantagem sobre a nossa família aqui na Terra.

Família encarnada

Bom, essa é a face mais complicada da família.

Atividade: descrever a família das pessoas através da atitude delas mesmas.  Colando nas costas delas esta descrição. Ler todas  as descrições e perceber o que  se parece  com a realidade.

Comentar: Será que nós tínhamos idéia de como nos parecemos com as pessoas da nossa família? Tanto nos defeitos como nas qualidades!

Atividade: Como nos vemos como vítimas. Contar uma história em que a nossa família fez alguma coisa que nós não gostamos e na qual nós nos sentimos vítimas deles. Isso deve ser feito em duplas. Todos devem contar uma breve história. Dar um exemplo.

2ª parte: Contar a mesma história só que colocando o que teria acontecido se tivéssemos conversado e compreendido o lado das outras pessoas. Dar o exemplo.

Contar história dos porcos espinho e o inverno.

Discutir: Será que a gente compreende nossoS familiares como queremos ser compreendidos?

Com seus medos e inseguranças incertezas?

Será que respeitamos a sua individualidade?

Texto: Hoje é meu dia  pag. 52


Palavras chaves para o convivio em família trabalho , solidariedade e tolerância.
Conceito de aliança.

Atividade: perguntas para si próprio.  Responderem as perguntas do papel e concluir lendo todos os trechos.

Durante este processo eles devem estar de olhos fechados e tentando imaginar suas famílias.