Pesquisar este blog

Páginas

sábado, 20 de junho de 2015

20=3 = AULAS E DINÂMICAS 
PARA A JUVENTUDE

Jesus - Parábolas e diálogos

         Prece Inicial
         Objetivo: mostrar aos jovens os meios que Jesus utilizava para transmitir os seus ensinamentos: Parábolas, Sermões, Diálogos.
         Primeiro momento - Corrida dos Garçons, utilizando as parábolas Primeiros Lugares e Óbulo da Viúva. O evangelizador deve distribuir pequenas tiras de papel em branco aos evangelizandos, solicitando que eles escrevam o que gostariam de doar em prol do "Movimento Espírita" (doação fictícia, não necessariamente financeira). Logo após, recolher as doações (papeizinhos) e colocá-las em uma caixinha.
         Posteriormente, dividir o grupo em duas ou três equipes. Sobre uma mesa, no fundo da sala, colocar jarras de água e bandejas com copos descartáveis, juntamente com garrafas de refrigerante vazias (600 ml), que deverão estar com algumas marcas de nível por fora (vide figura). As jarras, bandejas e garrafas devem ser em igual número que as equipes, e o número de copinhos igual ao número de evangelizandos.
         Explicação da dinâmica Corrida dos Garçons. Um dos integrantes de cada equipe escreve no quadro negro seu nome e o que deseja melhorar em si (o que deve ser trabalhado em sua reforma íntima). Logo após, pega uma jarra (a que pertence a sua equipe e que deverá estar com água) e coloca água na garrafa (de refrigerante), respeitando o nível mínimo marcado na mesma. Fecha a garrafa e a coloca sobre a bandeja juntamente com um copinho (descartável e vazio) conduzindo-os até o outro lado da sala onde o aguarda a sua equipe. Lá chegando, escolhe um dos componentes da equipe que será servido por ele.
        O que for servido deve beber todo o conteúdo do seu copo e logo após, de posse da bandeja, irá até o ponto de partida onde ocupará o lugar de servido, repetindo a rotina do colega anterior até que todos os integrantes sirvam e sejam servidos.
         Para realizar essa atividade as equipes (todas) deverão começar juntas (ao mesmo tempo) a atividade. A trajetória que farão até o outro lado da sala possui alguns obstáculos.
         O primeiro obstáculo são cadeiras em forma de "zigue-zague", representando dificuldades. O segundo obstáculo é uma corda que os evangelizandos deverão passar por cima (a corda deve estar previamente estendida e com 30 a 40 centímetros de altura do chão). Sugestão: utilizar as pernas das cadeiras para arrumar as cordas que representam o orgulho, sobre o qual os jovens devem passar por cima (sentido figurado).
         O terceiro obstáculo é a passagem dos jovens por baixo de uma segunda corda que representa os bons conselhos, para os quais devem "baixar a cabeça" (humildade). Essa corda deverá estar de 1 metro a 1,20 m do chão, podendo ser amarrada no encosto da cadeira.
         Após passar pelas duas cordas, o evangelizando deve pisar em três círculos desenhados no chão, onde estão escritas as seguintes palavras: Materialismo, Inveja e Egoísmo. Somente depois de passar por todos esses obstáculos, cada jovem estará apto a servir um dos integrantes de sua equipe.
         Observações acerca da dinâmica:
        · A bandeja deverá ser conduzida com as duas mãos, mas em nenhum momento pode o jovem na ida colocar uma das mãos sobre os copos ou a garrafa. Se algo cair da bandeja o jovem deve voltar ao ponto de partida e recomeçar o percurso novamente.
         · A garrafa deverá estar com água pelo menos até o nível mínimo.
         · O jovem que for servido, ao retornar ao ponto de partida, não precisará passar pelos obstáculos.
         · A garrafa após ser cheia (até a tarja mínima), deverá manter-se fechada tanto na ida, como na volta do percurso.
         · Se ao servir o seu companheiro, sobrar água na garrafa, o evangelizando servido deverá esvaziá-la na jarra e logo repetir a mesma seqüência do colega anterior.
         · A prova chegará ao final quando todos servirem e forem servidos. Os obstáculos deverão ser iguais para todas as equipes e por sua vez ganhará a equipe que concluir primeiro.
         · Material: jarras, bandejas, garrafas vazias de refrigerante de 600ml, fita isolante, copos descartáveis (cafezinho), barbante (corda), cadeiras e giz.
         · Tempo aproximado para 12 evangelizandos: 15 minutos.
         Segundo momento: após realizada a atividade, trazer todos os evangelizandos para o grande grupo e questioná-los acerca da impressão que lhes causou a dinâmica. Após, ler a parábola Primeiros Lugares e ouvir os comentários dos jovens. Se o evangelizador achar necessário, ler também a explicação dada por Rodolfo Calegaris, no livro Parábolas Evangélicas.
         Concluída essa primeira parte, ler em O Evangelho Segundo Espiritismo O Óbulo da Viúva (Cap. XIII, item 5). Após a leitura, comentar o significado da história, conduzindo os jovens a uma reflexão acerca das doações realizadas no começo do encontro (escritas em um papel).
         Terceiro momento: a conclusão do encontro deve ser no sentido de que com apenas duas passagens do Cristo podemos perceber a extensão e a profundidade de seus ensinamentos.
         Prece de encerramento
         Bibliografia:
         * Parábolas Evangélicas - Rodolfo Calegaris
         * Evangelho Segundo Espiritismo - Cap. XIII, item 5. 


Responsabilidade: Grupo Espírita Seara do Mestre
Organização/correção: Claudia Schmidt


Preserve os direitos autorais