Pesquisar este blog

Páginas

quinta-feira, 16 de abril de 2015

11 - AULAS E DINÂMICAS PARA A JUVENTUDE

1-5

Deus

Prece inicial

Primeiro momento: contar a história O barbeiro, retirada do livro Histórias que elevam a alma, de Guilherme Victor M. Cordeiro ( Editora DPL, São Paulo, 2002).

O barbeiro

O ateu procura convencer os outros para persuadir-se a si mesmo. Deus nunca faz milagres para convencer os ateístas; suas obras já bastam.”
Um senhor estava no barbeiro cortando os cabelos e fazendo a barba.
Enquanto isso conversava com o barbeiro e falava da vida e de Deus.
Daí a pouco, o barbeiro incrédulo não agüentou e falou:
- Deixe disso, meu caro, Deus não existe!!!
- Por quê?
- Ora, se Deus existisse não haveria tantos miseráveis passando fome!!! Olhe em volta e veja quanta tristeza. É só andar pelas ruas e enxergar!
- Bem, esta é sua maneira de pensar, não é?
- Sim, claro!
O freguês pagou o corte e foi saindo, quando avistou um maltrapilho imundo, com longos e feios cabelos, barba desgrenhada, suja, abaixo do pescoço.
Não agüentou, deu meia volta e interpelou o barbeiro:
- Sabe de uma coisa? Não acredito em barbeiro!
- Como?
- Sim, se existissem barbeiros, não haveriam pessoas de cabelos e barbas compridas.
- Ora, eles estão assim porque querem. Se desejassem mudar, viriam até mim!
- Entendeu agora?

         Segundo momento: conversar acerca da história e dos seguintes temas:

         * Pessoas que dizem não acreditar em Deus;

         * Como cada um acredita e sente Deus;

         * O sentimento instintivo de que Deus existe está dentro de todos nós.

         Terceiro momento: pedir para que os jovens pontuem os princípios da Doutrina Espírita. É importante não exigir conceitos prontos e levar em consideração todos os aspectos que os jovens trouxerem, aproveitando assim todas as respostas.

         Quarto momento: formar grupos e distribuir para cada grupo uma das seguintes questões de O Livro dos Espíritos:

         55. Todos os globos que circulam no espaço são habitados?

         114. Os Espíritos são bons ou maus por natureza ou são eles mesmos que se melhoram?

         132. Qual é o objetivo da encarnação dos Espíritos?

         134. O que é a alma?

         149. Em que se torna a alma logo após a morte?

         490. O que se deve entender por anjo de guarda?

         Quinto momento: cada grupo trouxe suas respostas para a sua pergunta e, posteriormente, o restante dos jovens puderam complementar as respostas.

         Obs: com essa técnica é possível perceber quais os conhecimentos prévios dos jovens acerca da Doutrina Espírita, facilitando a preparação das próximas aulas.

         Prece de encerramento



Responsabilidade: Grupo Espírita Seara do Mestre
Organização/correção: Claudia Schmidt
Preserve os direitos autorais