Pesquisar este blog

Páginas

quinta-feira, 16 de abril de 2015

DEPARTAMENTO DE INFÂNCIA E JUVENTUDE





Objetivos:
Propiciar meios para que se alcancem os objetivos da Evangelização;
Divulgar a importância da Evangelização da criança e do jovem;
Incentivar e orientar, no Movimento Federativo, as atividades da Evangelização Infanto-Juvenil;
Propiciar ao Evangelizador recursos para realizar a tarefa;
Promover a integração da Juventude Espírita ao Movimento Espírita.

Estrutura:
 Campo Experimental:
Setor de Infância e Ciclos de Estudo.
Setor de Juventude e Ciclos de Estudo.
Serviços:
Secretaria.
Serviço de Material Didático.
Serviço de Apoio Pedagógico.
Serviço de Apoio Psicopedagógico aos Pais.

b. Campo Federativo :
 Comissões Regionais.
 Apoio às Federativas: capacitação do Evangelizador e produção de Materiais didático-instrucionais.

Atribuições
3.1 Atribuições do Diretor do DIJ  no Campo Experimental:
Fazer parte da Supervisão TécnicoNormativa da Área de Formação Doutrinária;
Dirigir  as atividades  da Evangelização em Brasília;
  Designar os responsáveis pelos Setores e Serviços da  Escola de Evangelização;
Elaborar em conjunto com a Equipe Diretiva  o Plano de Ação Anual;
Coordenar a elaboração e execução do Plano de Ação Anual;
Analisar com a Equipe Diretiva as resoluções, o relacionamento entre a Supervisão Técnico-Normativa e o trabalho de Evangelização, corrigindo os desvios doutrinários e pedagógicos;
Definir critérios de avaliação e acompanhar sua execução nos setores  e  serviços;
Elaborar relatório anual das atividades da Evangelização;
Planejar em conjunto com a Equipe Diretiva as reuniões pedagógico-doutrinárias e de capacitação dos colaboradores;
Designar o substituto nas eventuais ausências e impedimentos;
Coordenar a Equipe Diretiva.

3.2 Atribuições da Equipe  Diretiva:
Elaborar em conjunto com o Diretor o Plano de Ação Anual;
Acompanhar a execução do Plano  de Ação Anual;
Sugerir nomes dos Evangelizadores para os diversos ciclos da infância e da juventude;
Analisar as causas de evasão dos participantes e colaboradores propondo soluções;
Organizar as pautas das reuniões com os evangelizadores e serviços de apoio e realizá-las por solicitação do coordenador;
Elaborar material para as reuniões setoriais e atividades extraclasse;
Organizar cursos, encontros e reuniões para estudo e discussão de temas relativos à preparação dos evangelizadores;
Preparar em conjunto com o responsável a relação de temas a serem desenvolvidos nas reuniões de pais;
Examinar as necessidades de replanejamento das atividades previstas no Plano de Ação Anual;
Executar as atividades de avaliação dos setores e serviços apresentando relatórios;
Participar das reuniões didático-pedagógicas e dos cursos de capacitação.

3.3 Atribuições do Coordenador dos Setores: Infância e Juventude.
Fazer cumprir o Plano de Ação Anual;
Coordenar as atividades dos setores que estão sob sua responsabilidade;
Manter seus coordenados perfeitamente informados a respeito do Plano de Ação Anual;
Estar presente e disponível nos horários estabelecidos para o funcionamento do seu setor;
Organizar em conjunto com evangelizadores os eventos extraclasse propostos no plano de ação anual;
Encarregar-se das avaliações do seu setor divulgando os resultados entre a equipe;
Apoiar os demais setores do Campo Experimental e do DIJ;
Participar dos cursos, encontros e reuniões junto com sua equipe.

3.4 Atribuições dos Evangelizadores
Evangelizar as crianças e os jovens que estão sob sua responsabilidade e orientação, seguindo as orientações do Currículo para Escolas de Evangelização Espírita do DIJ/FEB;
Executar o Plano de Ação Anual comunicando à coordenação as dificuldades encontradas;
Seguir as diretrizes didático  pedagógicas e doutrinárias pré-estabelecidas.
Comunicar com antecedência os impedimentos;
Participar das reuniões pedagógico-doutrinárias gerais e administrativas e cursos de capacitação;
Colaborar nas tarefas administrativas e pedagógicas por solicitação do coordenador;
Manter atualizado o registro de freqüência da sua turma e anotar as causas de evasão.

3.5 Atribuições  do Evangelizando.
Freqüentar as aulas de Evangelização com assiduidade e pontualidade;
Seguir as normas de funcionamento do setor;
Justificar ao Evangelizador ou na Secretaria as suas faltas e impedimentos;
Participar das atividades extraclasse;
Participar das avaliações propostas;
Manter 75% de frequência para ter direito à matrícula automática.

3.6 Atribuições do Responsável pela Secretaria:
Elaborar fichas de inscrição e efetuar as matrículas  dos alunos;
Manter atualizados os dados cadastrais dos evangelizadores, colaboradores e evangelizandos;
Controlar as frequências dos alunos;
Organizar e divulgar os dados demonstrativos de frequências;
Organizar os arquivos de dados e documentos da Evangelização;
Atender às solicitações prévias dos evangelizadores de equipamentos, fotocópias e materiais de ensino;
Organizar apostilas e planos de aulas controlando o seu  empréstimo aos evangelizadores;
Expedir correspondências;
Auxiliar as coordenações quando necessário.

3.7 Atribuições do Responsável pelo Apoio Pedagógico
Prestar orientações técnico-pedagógicas aos Evangelizadores;
Sugerir ações que melhorem a eficiência do ensino-aprendizagem;
Apoiar as Coordenações da Infância, da Juventude e da Evangelização do DAS na realização das atividades extraclasse;
Auxiliar o planejamento das atividades de ensino  e a produção de planos de aulas e outros materiais instrucionais;
Colaborar na capacitação dos evangelizadores e dos colaboradores dos serviços quando solicitado;
Orientar os evangelizadores na utilização dos planos de aulas e de outros materiais de ensino.
               
3.8 Atribuições do Responsável  pelo Material Didático:
Organizar recursos didáticos para as aulas de Evangelização e atividades extraclasse;
Manter o acervo de recursos de ensino;
Manter os equipamentos em perfeito estado de conservação;
Organizar exposições de recursos didáticos;
Controlar o empréstimo do material existente.

3.9 Atribuições do Responsável pelo Apoio Psicopedagógico aos Pais.
Realizar reuniões com os pais para estudar e analisar assuntos ligados à área de Educação e Evangelização;
Informar os pais sobre as atividades de evangelização;
Promover encontros entre pais e evangelizadores;
Promover as atividades de Evangelização da Infância e da Juventude, junto à família Espírita.

4. Campo Federativo:
Atribuições do Coordenador da Área da Infância e Juventude nas Comissões Regionais:
Coordenar as reuniões da área de Infância e Juventude nas Comissões Regionais;
Promover junto às Federativas Estaduais o incentivo para a expansão da tarefa de Evangelização;
Dinamizar o trabalho de Evangelização incentivando a realização de cursos, encontros e reuniões;
Divulgar a Evangelização por meio de campanhas específicas;
Divulgar o Currículo para Escolas de Evangelização Espírita Infanto-Juvenil  da FEB;
Promover o aperfeiçoamento pedagógico-doutrinário dos dirigentes e coordenadores;
Incentivar a criação de novas Escolas de  Evangelização;
Disponibilizar ao Movimento Espírita, materiais de apoio à tarefa de Evangelização.
Levantar os problemas apresentados pelas Federativas para posterior equacionamento;
Incentivar a organização de Grupos de Pais.

4.2 Apoio às Federativas:
4.2.1 Cursos e Encontros:
Planejar e executar cursos e encontros de âmbito interestadual e nacional;
Participar dos Encontros e ou Confraternizações de Juventudes nos Estados;
Incentivar a Criação de Escolas de Evangelização Espírita.

4.2.2 Material de Apoio:
Elaborar e disponibilizar ao Movimento Espírita materiais instrucionais,de divulgação e de orientação organizacional como subsídios ao trabalho de Evangelização.