Pesquisar este blog

Páginas

segunda-feira, 13 de abril de 2015


COR

CHAKRA

GLÂNDULAS
E CORPOS
ASPECTOS PSICOLÓGICOS E EMOCIONAIS

FUNÇÕES TERAPEUTICAS

DECORAÇÃO

ALIMENTOS

MÚSICA



Vermelho

Básico
(raiz)

Ovários, gônadas,
Corpo físico

    Força física, liderança, independência, sexualidade, excitante, ativadora, paixão.
Anemia, circulação deficiente, falta de energia, depressão, estimulante, bronquite, melancolia.
Reduz o espaço, usada em lugares de rápida circulação, aquece.
Agrião, beringela, carne, repolho, inhame e frutas vermelhas.

Marcha militar de Schubert





Laranja




Esplênico
(sacro)




Baço, fígado, Corpo etérico.


Auto-respeito, coragem, prazer, expansividade, criativa e construtiva, estimula a auto-estima e a alegria, remove inibições.
Pressão baixa, nervos, medos, distúrbios intestinais e estomacais, dificuldades respiratórias, anti-depressiva. Substituto do vermelho quando este não puder ser usado. Fortificante dos ossos. Obesidade

Traz alegria, descontração e luminosidade. Usada em salas de refeições. É a cor da prosperidade

Vegetais e frutos de tons alaranjados: abóbora, cenoura, milho, laranja, manga, pêssego, etc...


Dança Húngara
nº 5 de Brahms




Amarelo



Solar
(umbigo)


Supra renais e pâncreas
Corpo astral
Ativador do intelecto, aumenta a eloquência, espontaneidade, originalidade. Dá calor e coragem. Aumenta o senso de poder e de raciocínio mental. Problemas de aprendizagem
Enfermidades do estômago e sistema digestivo, fortificante dos nervos e músculos. Diabetes, esgotamento mental. Excelente estimulador intestinal

Faz o ambiente muito agradável. Traz luz e clareza. Bom para reuniões festivas
Manteiga, gema de ovo, cenoura, abóbora, milho, manga, frutas e hortaliças amarelas


Concerto para piano nº 26 Mozart





Verde




Cardíaco
(coração)



Timo
Corpo mental inferior


Equilíbrio, tranqüilidade, saúde. Estabilizador emocional, cor da fertilidade, da esperança e segurança. Estabelece o vínculo entre o espírito e o corpo físico
Circulação, coração, desequilíbrios, calmante do sistema nervoso, insônia, anti-séptico, bactericida. Facilita a digestão e aumenta o apetite. Diminui o estresse. Regenerador e restaurador em qualquer tratamento. Promove a
saúde
Proporcionalida-
de em tonalidades claras, traz serenidade, frescor. Deve ser mesclado com outros tons. Luminosidade e harmonia



Hortaliças verdes e frutas de casca ou pele verde



Clair de lune Debussy





Azul




Laríngeo
(garganta)



Tireóide
Corpo mental superior


Moderação, calma, paz, purificação, calmante, relaxante. Quietude mental, espiritualidade, doçura, ternura, perdão.
Pressão arterial alta, febres, problemas de pele, tensão, infecções, câncer, sedativa, regenerador celular, obsessões, dores, gastrites, alergias, pruridos, insônia, queimaduras, vômitos.
Torna o espaço arejado e livre, mas pode deprimir. Bom para ambientes usados para propor relaxamento e tranqüilidade



Ameixa, amoras, uvas, peixe, aspargos, batatas.



Ave Maria de Schubert




Índigo


Frontal
(terceiro
olho)


Pituitária
Corpo Espiritual

Intuição, dedicação, depurativo, memória, comunicação. Relaxante e liberador. Idealismo, sinceridade, solenidade.
Enfermidades nervosas e mentais, desinteresse, anestésico. Libera dos medos e traumas, remove obsessões e manias. Pânico, convulsões, doenças de olho, nariz, garganta e ouvidos, coagulante.
Acalma e dá sensação de abrigo. Profundidade. Pode causar cansaço ou desmotivação


Os mesmos da cor azul


Träumerei de Schumam





Violeta




Coronário
(da coroa)




Pineal
Mônada Divina

Dedicação, entrega, percepção da divindade em si mesmo. Inspiração e reverência, concentração e meditação. Sensibilidade. Estimulantes das Faculdades psíquicas e espirituais
Falta de motivação, sentimento de indignidade, doenças do couro cabeludo, meningite, perturbações mentais, reumatismo, tumores, sustos e abalos emocionais. Controla a excitação nervosa. Compulsividade e obesidade

Efeito equilibrador, sensação de proteção e respeito. Paz e tranqüilidade. Bom para altares e reverência



Beringela, brócolis roxo, beterraba, uva roxa e amora preta



Importante: Em todos casos, deve-se terminar a sessão de cromoterapia com a luz azul, para que sejam neutralizados todo o excesso das cores utilizadas no tratamento.
   Tratamentos com a cor vermelha devem ser feitos com cautela, levando-se em conta o tipo de personalidade da pessoa. Em dúvida, o melhor é substituir pela cor laranja.
 Cromoterapia
Luz e cores para você brilhar

     Imagine que você seja conduzido na completa escuridão, á dois ambientes: um quarto alegre, pintado com cores quentes e vibrantes, objetos coloridos e outro, escuro, paredes pardacentas, sujo e desorganizado. Você acha que sentiria a diferença?
    Pesquisas garantem que sim. As cores, assim como todas as coisas que há no mundo, emitem freqüências vibratórias que nos influenciam de várias maneiras. Experimentos feitos na Bulgária com crianças cegas de nascimento comprovam com a técnica da visão de pele que as crianças eram capazes de distinguir as cores.
    Cromoterapia é a terapia que usa as vibrações das cores para restaurar e harmonizar energéticamente os corpos sutis favorecendo a saúde física e o equilíbrio mental /espiritual. 
    O domínio e a prática desta terapia é milenar. Hindus, chineses, egípcios e outros povos já a aplicavam em seus rituais e práticas  medicinais, encaminhando enfermos para salas construídas com janelas estrategicamente construídas para captar os raios solares em diferentes  horários e incidência das cores.
    Em nossos tempos, o inglês Robert Hunt realizou experimentos com plantas, sendo seguido pelo cientista Dr. Babbitt em 1877 que descreveu os diferentes efeitos das cores do espectro solar como agentes de cura.
    Após vários anos de pesquisa, o cientista indiano Ghadiali publicou em 1933 uma obra prima sobre a cromoterapia e desenvolveu vários tipos de lâmpadas coloridas. Edgard Armond e Renê Nunes disseminaram a cromoterapia em Centros de terapia holística e tratamento espiritual.
    Segundo a teoria de Ghadiali, para cada órgão ou sistema do corpo humano, há uma cor que estimula e outra que inibe seu funcionamento. Aplicando-se a cor correta, harmoniza-se a função dos mesmos. Quando o equilíbrio das energias coloridas é perturbado, se instala o desequilíbrio e a doença.
    A aplicação da cor sobre o órgão vem acordar ou acalmar as células através da ressonância e sintonia energética.
    O que é cor?
    Cor-luz ou luz colorida é a radiação luminosa visível que tem como síntese aditiva a luz branca. Sua melhor expressão é a luz solar por reunir de forma equilibrada todos matizes existentes na natureza. As faixas coloridas que compõem o espectro solar, quando tomadas isoladamente, uma á uma, denominam-se luzes monocromáticas. O que faz com que chamemos um objeto de verde é a sua capacidade de absorver quase todos os raios da luz branca incidente, refletindo para nossos olhos apenas a totalidade dos verdes.
    Pesquisas demonstram que as cores frias do espectro azul, índigo e violeta tem efeito calmante e relaxante podendo ser muito úteis para trazer serenidade e paz interior no corre corre diário.
    Na Cromoterapia, todas as cores são utilizadas, mesmo aquelas que a visão do homem não alcança.
    A atuação das cores  em nosso organismo, se dá através dos chakras e da aura. Chakras são centros de força localizados no corpo etérico que tem a função de receber e  filtrar energias cósmicas, entre as quais a luz colorida do sol.
    Essa assimilação é natural quando o indivíduo está saudável. Na Cromoterapia podem ser utilizadas várias técnicas como: lâmpadas coloridas, visualização de objetos ou mentalização, água solarizada, alimentação, vestuário e decoração. Uma maneira eficaz e muito agradável é fazer cromoterapia com flores usando-as de acordo com as indicações e necessidades. No mercado já existem florais cujas fórmulas trazem cores específicas para os chakras.
    Em geral, as cores derivadas do vermelho, chamadas também de quentes, despertam em nós o poder sobre o ambiente. São as cores que nos dão a condição básica para a vida, para o enraizamento e o controle físico sobre nós mesmos. 
    O laranja e o amarelo favorecem a garra e a coragem para a experiência da vida. São cores que inibem a tristeza e o mau humor, porque favorecem o prazer e a descontração para o encontro entre pessoas. No ambiente familiar alguns objetos de decoração como tapetes, flores ou quadros quebram a monotomia e a rotina. No quarto do casal o vermelho pode ser estimulante para a sensualidade e a paixão.
    O verde é considerado tônico sexual e afrodisíaco, mas seu efeito é diferente do vermelho que provoca superestímulo. O verde faz com que a sexualidade flua de tal forma que essa energia possa trazer efeitos benéficos à todo organismo mantendo o equilíbrio espiritual. É o raio que governa as emoções  do coração. O uso de roupa verde permite senso de justiça pelo equilíbrio, nos negócios e transações comerciais.
    Outras cores frias como as azuis e o violeta produzem efeitos calmantes e tem excelentes efeitos curativos. Devem ser usadas em todas doenças quentes, ou seja, com sintonias quentes pois tem efeito constritor e estabilizador. O azul indica calma total, não é ao acaso que as paredes nos hospitais são azuis.
    Há momentos em que precisamos nos voltar para nosso interior em busca de respostas. Essas cores favorecem a meditação, a introspecção e a solidão que precisamos  para encontrar soluções coerentes com o eu superior.
    Um ambiente azul claro proporciona benevolência, gentilezas, cortesia, devoção e tranqüilidade.
Nas tonalidades com o preto, pode gerar apatia, depressão e distanciamento, devendo-se evitar o uso por muito tempo.
    As cores índigo e violeta muito auxiliam nos problemas nervosos. Elevam as vibrações e proporcionam a transformação interior.
O homem que vibra nestas cores já entendeu que a reforma de seus sentimentos é o único caminho para a felicidade. Sente o divino que habita nele e não teme mudanças. Confia na sabedoria do Universo e sabe que não está só. Violeta é considerada a cor da transmutação, da limpeza astral. É a mais ativa vibração de todos os raios cósmicos de energia. É a cor dos ideais elevados e da ligação entre matéria e espírito.
    As Cores neutras como o preto, branco e cinza costumam ser preferidas quando nosso astral não está bom. É como se tivéssemos necessidade de nos esconder até a alegria voltar. É aconselhável que nestes dias escolhamos cores vivas harmoniosamente combinadas para acordar o nosso bom humor.

Dicas: 
Alto Astral: Vista amarelo ou tons de laranja 
Paixão: Enfeite a casa com objetos vermelhos ou ofereça flores vermelhas
Insônia: Coloque luz azul no quarto de dormir
Manutenção da saúde: Aplicação de luz verde. Escolher alimentos de variadas cores para equilíbrio energético. Tomar água solarizada verde
Concentração para estudar: Visualizar amarelo
Aceitação: Envolver o coração com rosa
Acalmar discussões: Mentalizar nuvem azul envolvendo as pessoas
Meditação: Vestir roupas violeta

Exercício para equilíbrio geral:
Busque lugar sossegado para não ser interrompido(a) por mais ou menos 20 minutos
Coloque uma música suave de fundo
Acalme a respiração e mentalmente passe uma borracha na sua tela mental
Imagine um cantinho da natureza onde você possa sentir-se acolhida e bastante à vontade



Com os olhos fechados mentalize belos cristais brotando da terra emitindo luz e brilho em sua direção. Encaminhe para os sete chakras na seguinte seqüência:
vermelho : chakra básico (cóccix)
laranja: chakra esplênico (abaixo do umbigo)
amarelo: chakra solar ( acima do umbigo)
verde / rosa: chakra cardíaco (coração)
azul: chakra laríngeo (garganta)
índigo: chakra frontal (3º olho)
violeta: chakra coronário (alto da cabeça)
Leve esses raios coloridos para toda sua aura, preenchendo espaços e expandindo a luz para seu ambiente envolvendo as pessoas ao seu redor.
Despeça-se desta paisagem que te acolheu abençoando a Mãe Natureza. Respire profundamente e volte suavemente ao seu ambiente.

Denilde Lourenço
Psicopedagoga  Terapeuta Floral
Cromoterapeuta e Pesquisadora
dos Florais Arco-Íris