Pesquisar este blog

Páginas

quarta-feira, 22 de abril de 2015

aula 6 - DIFERENÇA ENTRE ESPIRITISMO, UMBANDA E RELIGIÕES AFRO-INDÍGENAS

1-6

ÍNDICE

Objetivo Da Aula
Reflexão
Assunto Abordado Pelo Dirigente
Bibliografia Principal
Bibliografia Complementar
Entendendo O Espiritismo
Umbanda Não É Espiritismo
Diferenças.
Ritos, talismãs, pontos, vestimentas especiais e hierarquia sacerdotal
Trabalhos materiais, fluidos materializados
Hierarquia Espiritual
Mediunidade
Semelhanças
O que são caboclos, pretos-velhos, oferendas, etc, sob a ótica espírita?
A Umbanda
Jesus e Oxalá na terra de Yurupari
O Alabê De Jerusalém - A Ópera
O Alabê De Jerusalém - A Historia
Religião De Umbanda
Diferenças Entre A Religião De Umbanda E A Religião De Candomblé
Religiões Afro-Indigenas Ou Afro-Brasileiras
As religiões Afro-brasileiras
Candomblé
Umbanda ou Macumba, a religião brasileira
Plano de Ideias nº 01

OBJETIVO DA AULA

Estabelecer o conceito de Mediunismo
As Manifestações Espirituais ostensivas são o ponto em comum entre Espiritismo e religiões afro-indígenas.
Reforças a noção de respeito pelas outras religiões que propiciam a prática do bem e o conforto às pessoas.
REFLEXÃO

ASSUNTO ABORDADO PELO DIRIGENTE

Recepção E Recados

BIBLIOGRAFIA PRINCIPAL

O Evangelho Segundo o Espiritismo  (Allan Kardec) Capitulo
O Livro dos Espíritos  (Allan Kardec) Questões
Emmanuel(Emmanuel / F C Xavier) 25
Iniciação Espírita (Diversos)  5ª Edição Editora Aliança 5
Vivência do Espiritismo Religioso  (Diversos) .
Guia do Discípulo  (Edgard Armond)
Guia do Aprendiz (Edgard Armond) 1  4  8  9  112

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

Mensagens e Instruções(Edgard Armond) Pagina 21 e 27
Falando ao Coração(Edgard Armond) 1  611
Na Semeadura II(Edgard Armond) 27  40  46  58  62  86  120  171  184  202  255257
Respondendo e Esclarecendo(Edgard Armond) 43  56  201  261  264268
Verdades e Conceitos II  (Edgard Armond) 45

ENTENDENDO O ESPIRITISMO

Umbanda Não É Espiritismo

Diferenças.

Quais as principais diferenças entre a Umbanda e a Doutrina Espírita, no que diz respeito a palestras, utilização de instrumentos musicais, trajes, rituais, amuletos, imagens, sacrifício de animais, comunicação com espíritos, desenvolvimento da mediunidade, promessas de cura, passes, serviço pago e gratuito, etc?
A doutrina de Umbanda foi originalmente criada pelos índios e depois, com a imigração negra e, posteriormente, a imposição religiosa católica, assumiu carácter sincrético, isto é, agregou em seus princípios crenças africanas, vindas de várias seitasdas quais várias variações do Candomblée, por impositivo da Igreja Católica, cultuavam seus orixás com correspondência aos santos católicos, para não serem reprimidos. Toda a doutrina de Umbanda passou por várias adaptações locais e pessoais, por não ser uma doutrina codificada.
A doutrina Espírita foi codificada na França do século XIX pelo Prof. Denizard Rivail, também conhecido por Allan Kardec, mais especificamente em 1857 com a primeira edição de O Livro dos Espíritos. A Doutrina Espírita é uma filosofia científica de conseqüências religiosas, não sincrética e codificada, isto é, contém nos livros das Obras Básicas toda a base doutrinária que lhe é própria, sendo as demais obras complementares. Obras básicas da codificação espírita: O Livro dos Espíritos, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Livro dos Médiuns, A Gênese, O Céu e o Inferno.
 Só pela origem histórica e pelas características já é possível ver uma diferença significativa entre as duas filosofias, mas entraremos um pouco mais nos seus postulados para verificar quais são as diferenças doutrinárias mais marcantes (embora existam muitas).
 Ritos, talismãs, pontos, vestimentas especiais e hierarquia sacerdotal
O Espiritismo não adota qualquer tipo de ritual, não adota talismãs, não possui qualquer tipo de chamativo aos Espíritos sob a forma de pontos e também, para nenhuma de suas atividades, sejam elas quais forem, adota vestimentas especiais.
A Umbanda adota em seus princípios rituais próprios (giras, festas, etc), talismãs (guias, pembas, etc), pontos riscados e cantados, hierarquia sacerdotal (babalorixá, yalorixá, filho de santo, ogã, etc) e vestimentas especiais (branco ou uniforme da casa em questão).
 Trabalhos materiais, fluidos materializados

 O Espiritismo não adota em suas práticas qualquer tipo de oferenda ou trabalho material. Todas as manipulações fluídicas são feitas pelos Espíritos, com o auxílio de médiuns passistas quando se faz necessário, utilizando deles também os fluidos animalizados, sem necessidade de trabalhos materiais.
A Umbanda adota em suas práticas o uso de oferendas e trabalhos de ordem material. Além disso, propõe-se à manipulação de fluidos pesados, materiais, nas práticas da "magia branca". Tal é, no mais das vezes, a finalidade das oferendas na Umbandaa manipulação desses fluidos.