Pesquisar este blog

Páginas

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Abertura (1)
ANEXO 0.2  (Sábado)

Abertura de Sábado.

14:00 h às 14:30  Telecom.

14:30 a 16:00:Abertura.

* Devera ser feito na quadra um circulo com as pessoas, neste circulo deveram Ter cinco corredores que neles irão passar pessoas com roupas caracterizadas pelo continente a ser representado, junto a essas pessoas irão crianças com camisas e placas na forma do continente de origem e seus respectivos nomes.
* A cada entrada dessas representações de continentes, ao fundo, devera Ter uma musica folclórica dessa região ou pais que mais marca este continente.
Quando todos estiverem ao centro do circulo, no fundo devera está tocando a música Anel Mágico (CD Francisco de Assis)em seguida as crianças irão colocar as placas dos continentes coladas em um pano azul, que estará no chão, que ira representar os Oceanos. Em seguida as crianças deveram sair e as pessoas com as roupas típicas iram se unir com duas fitas de tecido na cor verde e amarelo (representando o Brasil), permanecerão ao centro do tecido somente Jesus e Ismael(entraram com as crianças) que desenvolverão o diálogo encontrado em Brasil coração... onde Jesus entrega a Bandeira  a Ismael. Em seguida a bandeira será colocada no Centro do Mundo, todos deixarão o tecido e todo  o pano azul ira subir e ficara suspenso como uma bandeira.
* Apresentação da poesia Caravelas (André Lisaneas)
* Prece e página de Abertura.

"Mensagem recebida em 7 de março de 2000, na XXI COMEERJ - Polo Cafarnaum  Meus filhos amados deste solo brasileiro, sintais-vos todos abraçados por  aqueles que aqui estiveram em outras épocas, que semearam a doutrina do  Cristo Jesus entre os povos que aqui já se encontravam, abrigados e nascidos  nesta terra. Irmãos amados, filhos queridos desta terra cujos corações  vibram ao toque das matas verdes, do sol profundamente iluminador, do ouro e  da prata, dos rios de águas tão caudalosas. Oh irmãos e filhos amados, doai  pois dos vossos corações, não pedis mais ainda deste solo pródigo que vos já  lhes deu a vida, já vos abrigou as famílias, já vos alimentou os corpos, já  vos instruiu as mentes e vos concedeu trabalho para as mãos. Não é preciso  pedir mais nada desta terra. Agora, irmãos amados, filhos benditos, é tempo  de doar, é tempo de renunciar, é tempo até mesmo de sacrificar-se a  beneficio de todos aqueles que aqui vivem e de todos aqueles que vivem neste  planeta.  Jesus permanece altivo do alto de sua sabedoria, mas com o coração voltado  em humildade a se desfazer em amor profundo por toda humanidade, mas  contando firmemente com esta sementeira à qual tantos e tantos deram suas  vidas nestas terras, para que pudessem transformá-las em árvores e essas  sementes e estes frutos saíssem a ser distribuídos ao mundo inteiro, para  saciar a fome que o mundo tem de paz, de consolação e de amor.
 Irmãos queridos, não vos façais mais omissos em suas vidas. Não vos deixais  mais influenciar pelos corações que se sentem derrotados e querem  derrotá-los também. Deixai que o amor por Jesus Cristo e o amor por esta  pátria abençoada faça com que os vossos corações cantem em uníssono, falem a  mesma língua, tratem-se com o mesmo carinho, com toda a fraternidade, onde  quer esteja e a quem quer que aqui chegue, deixais que tudo isso seja maior,  muito maior do que as lições que pululam negativas.
 Caros irmãos, amigos queridos, que pulse os vossos corações brasileiros  neste momento, que possais olhar para os céus e perceber que a marca da  vitória, é a marca da renúncia também e aquele que veio trazê-la, aquele que  edificou em dois pedaços de madeira o caminho verdadeiro para os céus, fale  mais alto em vossos corações e percebam queridos, que nada se constrói sem  lutas, nada se constrói sem doação, nada se constrói no dia a dia de  verdadeira renúncia.  Por misericórdia, irmãos amados e queridos, misericórdia a vós próprios,  misericórdia àqueles que estão sofrendo, espalhados por esta terra, dêem-se,  doem-se, atendam ao convite de Jesus, que ainda e sempre permanece a  dizer-nos:  Vinde a mim todos vós, vós que estais aflitos e  sobrecarregados, e eu vos aliviarei; crede em Deus mas crede também em mim e  eu rogarei a meu Pai e ele vos enviará outro consolador ... Que ficará  eternamente convosco. Oh! Quantos povos anelaram por isto, quantas almas  sonharam por isto, e eis-nos aqui agraciados por essa benção, a benção de  contar com o consolador.
 Deixem, amados, que esta força absolutamente incapaz de ser abafada em nós,  flua e fluindo, faça-nos cidadãos e irmãos de proceder reto, cumpridores de  deveres para com a pátria, para com o próximo, para conosco mesmos, para  tornar-nos fiéis a Deus. Que paz do Cristo Jesus e a luz desta bandeira,  cuja divisa  Deus, Cristo e Caridade deve nortear as nossas vidas, vos  abrace a todos. Sintam também que agora todo o Brasil está sendo abraçado,  todos os espíritos responsáveis por esta terra ligados aos doze grupamentos  como este dão-se as mãos e percorrem todo o território nacional, a  arregimentar outras forças, a envolver outras almas. Este momento, irmãos  ficará gravado no coração do mundo como sendo um momento de raríssima beleza  e raríssima oportunidade para todos os espíritos encarnados e desencarnados  que estão a participar dele.
 Fiquem pois, com o abraço muito afetuosos deste irmão menor em Cristo.

 Pedro de Alcântara"

Domingo

* Domingo a Tarde (Despertar dos sentimentos)  atividade com jornal, montar exposição no Sábado  Léo Andrade
* Domingo (Origami) Grupos de 50  Alberto e Alex A.
* Domingo (Argila ou massa branca de farinha  Ver como se Marcelo)  Washigton
* Domingo (culinária)  Lú Rocha (Bolinho de Chuva / Bolo Salgado)